Em 14 de janeiro de 2010 foi publicado um decreto pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva que cria o Comitê Gestor da Copa, o CGCOPA 2014. Em 26 de julho de 2011, um novo decreto, este assinado pela presidenta Dilma Rousseff, atualizou o texto e incluiu novos atores na estrutura de governança. A instância tem como principal objetivo definir, aprovar e supervisionar ações previstas no Plano Estratégico do Governo Brasileiro para a realização da Copa do Mundo da FIFA 2014.  

Ao todo, 25 ministérios e secretarias com status de ministério integram o CGCOPA. Essa união e empenho do Governo Federal leva em consideração o fato de que, além de uma grande festa, que o país pretende organizar de forma inesquecível, o Mundial trará importantes melhorias para a população, sobretudo nas cidades-sede. Não somente nos estádios de futebol, que ficarão mais modernos, confortáveis e seguros, mas nos aeroportos, portos, rede hoteleira e transportes públicos, que serão preparados para operar com maior eficiência.

Dentro do CGCOPA, há um núcleo chamado de Grupo Executivo da Copa (GECOPA). Composto por seis ministérios, mais a Casa Civil da Presidência da República e a Secretaria de Aviação Civil, o GECOPA tem como objetivo coordenar e consolidar as ações, estabelecer metas e monitorar os resultados de implementação e execução do Plano Estratégico Integrado para a Copa 2014.

Essas estruturas dialogam, interagem e estabelecem instrumentos de formalização de responsabilidades com o Comitê Organizador Local da Copa FIFA 2014 (COL) e com as 12 cidades-sede.