32 equipes de 25 países dão pontapé inicial no festival Football for Hope no Rio de Janeiro

07/07/2014 - 13:55
Vila Olímpica do Caju, que recebe a competição, é considerada pelo presidente da FIFA o 13º estádio da Copa do Mundo

Getty Images#

A FIFA deu, nesta segunda-feira (07.07), o pontapé inicial do festival Football for Hope na Vila Olímpica do Caju, no Rio de Janeiro. Até o dia 10 de julho, 32 equipes formadas por líderes comunitários de 25 países disputam uma competição esportiva em que meninos e meninas jogam no mesmo time e vencer é um dos aspectos menos esperados pelos competidores.

“Dizem que a Copa do Mundo tem 12 estádios. Não é verdade. Esta é a 13ª arena do Mundial. E neste jogo não há árbitros e, por consequência, críticas à arbitragem. Os próprios participantes jogam no limite do fair play. Esta é uma face diferente do futebol, é a sua essência”, afirmou o presidente da FIFA, Joseph Blatter. Ele enalteceu o fato de que os próprios times decidem as regras do jogo antes da partida – podem definir que todos os gols tenham participação das meninas, que ambas as equipes comemorem os gols e além disso, cada falta é definida pelo diálogo.

Getty Images#

“Cem anos atrás muitas destas bandeiras que estão aqui lutavam na I Guerra Mundial. Hoje estão aqui para um evento que promove a paz”, disse o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luiz Fernandes. “O Caju era uma região dominada pelo tráfico de drogas e este evento se soma a todos os benefícios sociais que o lugar recebeu nos últimos anos com a pacificação. É uma celebração muito simbólica".

Do dia 2 até o dia 6, o programa contou com uma série de atividades culturais e educacionais de integração das delegações. Nesta quarta-feira, o ex-jogador Ronaldo, membro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo, foi o responsável por dar o pontapé inicial do evento e também compartilhar um pouco da sua história com as crianças do festival.

“O futebol mudou minha vida. Estudei até onde eu pude e depois quem me ensinou as coisas foi a escola da vida dentro do futebol. Aproveitem esta oportunidade maravilhosa que vocês estão tendo de fazer parte de uma Copa do Mundo”, falou o pentacampeão mundial.

Gatty Images#

A FIFA lançou o Football for Hope em 2005 e desde então já investiu mais de 36 milhões de dólares em 426 programas de 78 países. A iniciativa atualmente incentiva 26 projetos no Brasil, não apenas com capacitação e treinamento, mas também com educação sobre HIV/ Aids, resolução de conflitos, igualdade de gêneros, integração social, promoção da paz, liderança jovem e habilidades para a vida.

Giuliander Carpes, do Portal da Copa no Rio de Janeiro

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+