Aeroporto do Galeão ganhará reforço para a final da Copa do Mundo

12/05/2014 - 15:21
Infraestrutura do local será reforçada para decisão do Mundial no Rio de Janeiro

O Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, conhecido por Galeão, no Rio de Janeiro, ganhará reforço de infraestrutura para o último jogo da Copa do Mundo de 2014. O plano de contingência, que deve ser organizado pelo Comando da Aeronáutica, Polícia Federal e Receita Federal, foi pedido pelo ministro-chefe da Aviação Civil, Moreira Franco, durante simulado realizado nesta segunda-feira (12.05). A ideia é garantir que o processo de imigração seja feito com rapidez apesar da alta demanda.

"Não haverá mudanças para o aeroporto do Galeão, ele está preparado para receber os turistas, as delegações e autoridades. Mas, para o último dia, precisamos garantir a tranquilidade para uma demanda elevada. É sempre bom ter infraestrutura de sobra para enfrentarmos eventuais problemas", disse Moreira Franco.

Este é o 13º dos 23 principais aeroportos que estão sendo testados para o Mundial, incluindo os das cidades-sede e os dos centros de treinamento. Os simulados, realizados por órgãos ligados à aviação civil, colocam em prática o que foi definido no "Manual de Operações para a Copa do Mundo de 2014", lançado em 15 de abril.

"É a oportunidade definir os últimos detalhes: reorganizar planejamentos, caso seja necessário, e padronizar as ações de todos os órgãos envolvidos na operacionalização do aeroporto antes de a bola rolar no mundial. Amanhã será feito o simulado no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte", afirmou.

Na visita de hoje, o ministro acompanhou de perto a simulação do percurso que as delegações de futebol deverão percorrer. Militares da Base Aérea desceram de um avião da Air France, estacionado no pátio do aeroporto. De lá, eles seguiram de ônibus para o complexo militar, onde foi simulado o processo de imigração.

Portal da Copa#

Melhorias Galeão

O ministro Moreira Franco visitou ainda a expansão do Terminal 2, onde ficam as empresas aéreas internacionais. Com a duplicação da área do terminal, os passageiros internacionais terão o dobro de opção de alimentação e três vezes mais assentos que antes.

"O aeroporto do Galeão foi inaugurado no mesmo ano que o Charles de Gaulle, em Paris. Mas hoje vemos que o aeroporto de lá está completamente diferente do que foi inaugurado, enquanto o daqui esta a mesma coisa", comparou. "Temos que nos acostumar com obras constantes para nos atualizar às mudanças e às modernizações", disse.

» Aeroporto do Galeão ganha novas áreas de desembarque

Na área do embarque foram construídas cinco novas ilhas de check-in com esteiras automatizadas, cada uma com 16 guichês. Duas já operam e outras duas estarão prontas para a Copa do Mundo.

Também dobrou de oito para 16 os guichês da Polícia Federal, responsáveis pelo processo de imigração dos turistas estrangeiros.

No desembarque, serão entregues quatro esteiras de restituição de bagagem, além das três existentes. Dois novos banheiros foram construídos.

Atualmente, o aeroporto do Galeão recebe seis mil passageiros internacionais por dia. Nos horários de pico, das 5h às 11h, chegam cinco voos ao longo de uma hora e meia.

O ministro também garantiu que o Terminal 1 do Galeão tem condições de receber a demanda da Copa do Mundo.

Fonte: SAC

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+
Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+