Aeroportos de cinco sedes reforçam frota de ônibus para embarque e desembarque

17/06/2014 - 13:03
Ao todo, 14 veículos estão à disposição nos aeroportos de Curitiba, Fortaleza, Rio de Janeiro (Galeão), Porto Alegre e Salvador

A Infraero reforçou a frota de ônibus para embarque e desembarque em cinco aeroportos nas cidades-sede da Copa. Ao todo, 14 veículos estão à disposição nos aeroportos de Curitiba, Fortaleza, Rio de Janeiro (Galeão), Porto Alegre e Salvador, e ficarão nesses terminais durante a realização do Mundial, conforme a programação dos jogos nas cidades.

A medida faz parte de uma estratégia com as fabricantes dos veículos. A empresa recebe os veículos para reforçar as operações e testá-los enquanto as montadoras fazem a exposição de seus produtos. O Galeão receberá a maior quantidade – serão seis ônibus, sendo dois de 15 metros Scania (um deles movido a etanol), um articulado Mercedes-Benz, além de mais dois Marcopolo e um outro Scania.

“O reforço segue a proposta adotada em outros grandes eventos, como a Copa das Confederações, Rio + 20 e Jornada Mundial da Juventude. Trata-se de uma parceria que reforça as ações já adotadas pela Infraero no sentido de garantir a melhor operação durante a Copa do Mundo”, avaliou o coordenador de equipamentos operacionais, Jean Piere Del Rio.

Em Curitiba, o aeroporto recebeu o reforço de dois ônibus, sendo um articulado Volvo, com capacidade para 120 passageiros, e outro Marcopolo. Fortaleza, por sua vez, recebeu um ônibus Marcopolo. Em Porto Alegre são mais três veículos, sendo um ônibus Marcopolo e dois microonibus Volare. No Aeroporto de Salvador, a frota foi reforçada com mais dois ônibus Marcopolo.

Fotos: Divulgação/Infraero#

Reforços

Os aeroportos da Infraero nas cidades-sede da Copa já estão com seus planos de ações específicas. O planejamento envolve o reforço operacional e a organização de espaço especial para receber turistas para o Mundial. O número de “amarelinhos” que circulam por esses terminais aumentou de 473 para 704.

O efetivo da área operacional também foi ampliado, passando de 1.424 para 1.675 funcionários. Além disso, as escalas de plantão foram reforçadas para monitorar o funcionamento das escadas rolantes, elevadores, esteiras e sistemas de ar condicionado. Ainda em conjunto com outros parceiros do setor aéreo, a Infraero elaborou um plano de ações para que o movimento de aeronaves e de passageiros ocorra sem transtornos durante a realização do evento. São procedimentos relacionados à recepção dos diferentes públicos que vão passar pelos aeroportos brasileiros, como chefes de Estado, delegações e seleções de futebol, comissão de arbitragem e espectadores (brasileiros e estrangeiros).

Fun Zones

Os aeroportos da Infraero já contam com espaços de acolhimento para receber com maior conforto e mais segurança os brasileiros e os turistas internacionais. São as Fun Zones, áreas com até 700 metros quadrados, dependendo do terminal, que estão sendo preparadas para receber os torcedores brasileiros e estrangeiros com opções de entretenimento e prestação de serviço. Eles poderão assistir em telões programação voltada para o futebol; obter informações turísticas de cada cidade em português e inglês em totens touch screen; jogar pebolim, futebol de botão e videogame. Além disso, as áreas contam com wi-fi gratuito, caixas automáticos para saques nacionais e internacionais em real, totens de check-in das principais companhias aéreas brasileiras e monitores que exibem as informações de embarque e desembarque de voos. Durante o período da Copa, são esperados 600 mil estrangeiros e 3,1 milhões de brasileiros, de acordo com o Ministério do Turismo.

Fonte: Infraero

Notícias Relacionadas

Produções retratam a festa dos torcedores e a organização do megaevento esportivo
+
Planejamento minucioso que foi feito para o Mundial deve servir de base para a gestão e operação dos aeroportos brasileiros, na opinião do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco
+
Argentina, Chile e Uruguai são os países da região que enviaram mais visitantes ao país por avião
+
Foram registradas 5.185 demandas nos aeroportos e 75 nos estádios das 12 cidades-sede
+