Alunos da rede pública realizam sonho de ver jogo da Copa no Castelão

21/06/2014 - 19:15
Mais de mil alunos de Fortaleza inscritos no programa Mais Educação assistiram à partida deste sábado (21.06) entre Alemanha e Gana

“Sempre quis conhecer o Castelão. E agora é Copa do Mundo, melhor ainda”, disse, com mistura de timidez e alegria, o estudante Victor Ferreira, de 11 anos. Ele é um dos 24 alunos do Colégio Imaculada Conceição, no bairro Passaré, em Fortaleza, sorteados para assistir à partida entre Gana e Alemanha, pela segunda rodada do grupo B da Copa do Mundo. Ao todo, 1.150 alunos de 46 escolas das redes estadual e municipal de ensino ganharam ingressos para o jogo deste sábado (21.06). “É muito legal ver a felicidade dele”, afirmou a mãe, Michele Alexandre.
 
Para a primeira fase do Mundial, cerca de 7 mil ingressos foram sorteados na capital cearense (48 mil no País) para alunos inscritos no programa Mais Educação. A diretora do colégio Imaculada Conceição, Michele Martins, disse que muitos ficaram emocionados quando souberam que assistiriam a um jogo de Copa do Mundo no estádio. “Eles ficaram ansiosos. Alguns até incrédulos, perguntando se era verdade que iriam para um jogo de verdade no Castelão”, contou a diretora. “A emoção é em família, já que eles podem levar o pai ou a mãe como acompanhantes. Todos estão encantados com a Copa”, disse Michele.

Fotos: Thiago Cafardo/ Portal da Copa e Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza#A menina em destaque no canto inferior direito é Joyce, já no Castelão. No alto, à esquerda, ela parece no ônibus a caminho do estádio, com o pai Rômulo

Entre os alunos da escola, a torcida estava dividida entre Gana e Alemanha. Felipe Diogo, de 10 anos, não relutou em afirmar que torceria para os africanos, que não eram favoritos para vencer a partida. “A Alemanha é mais forte. Mas eu quero ver tudo, o estádio, o placar, as estatísticas”, disse o estudante, que torce para o Ceará Sporting Club e cursa o 5º ano no Imaculada Conceição.  Os amigos Darliane, 10, e Samuel, 9, também estavam torcendo por Gana.

Já Wallace Alexandre, de 12 anos, disse preferir a Alemanha por causa do craque Thomas Müller. “Ele joga muito. Já fez três gols no primeiro jogo”, afirmou, em referência à vitória dos alemães sobre os portugueses. Logo que chegaram ao Castelão, por volta das 14 horas, todos os alunos ficaram impressionados com o tamanho e a beleza do estádio, que foi reformado para receber os jogos do Mundial.

Acostumado a ir aos estádios para acompanhar os jogos do Ceará nos campeonatos estaduais e brasileiro, Rômulo Rebouças foi o acompanhante da filha Joyce, de 9 anos, ao Castelão. “No começo fiquei com um pouco de receio. Mas ela queria muito vir”, disse Rômulo. A menina era só sorrisos na chegada ao estádio. No fim, o resultado da partida era o que menos importava para os meninos e meninas da rede pública de ensino. O mais importante, que era assistir um jogo de Copa do Mundo, eles já haviam realizado.  
 
Na próxima terça-feira (24.06), no jogo entre Grécia e Costa do Marfim na Arena Castelão, 69 escolas receberam 3.312 ingressos - metade para alunos e o restante para os responsáveis.

Torcida pelo Brasil

No jogo da Seleção Brasileira diante do México, na última terça-feira (17.06), 74 crianças da rede pública ganharam ingressos. Os irmãos José Adrian e Adriele de Oliveira, alunos do 7º e 4º anos da Escola Municipal Luís Costa, no bairro Luciano Cavalcante, compartilharam da emoção de acompanhar de perto uma partida do Brasil no Mundial. “Ganhar ingresso para a Copa era algo que nós nunca tínhamos pensado, imagine do jogo do Brasil. Nunca vamos esquecer. Valeu muito a pena”, vibrou a dupla, mesmo com o placar em 0 a 0.

Mais Educação

O programa Mais Educação tem por objetivo aumentar a jornada dos alunos nas escolas públicas em até sete horas diárias, articulando as disciplinas curriculares com diferentes campos de conhecimento e práticas socioculturais. Em 2013, 49 mil escolas participaram do Mais Educação, sendo que quase 32 mil possuíam maioria de alunos beneficiários do Bolsa Família.
 
Para o desenvolvimento das atividades, o Governo Federal repassa recursos para ressarcimento de transporte e alimentação de monitores, materiais de consumo e de apoio. As unidades de ensino também recebem conjuntos de instrumentos musicais e rádio escolar, dentre outros, e referência de valores para equipamentos e materiais que podem ser adquiridos pela própria escola com os recursos repassados.

Thiago Cafardo, do Portal da Copa em Fortaleza

Notícias Relacionadas

Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+