Apesar do empate, Felipão diz que Brasil mostrou evolução

17/06/2014 - 20:00
Treinador brasileiro afirmou que o time evoluiu "no mínimo 10% em relação à estreia" contra a Croácia

Foto: Alex Livesey/ FIFA/ Getty Images#

O técnico Luiz Felipe Scolari afirmou que a Seleção Brasileira mostrou evolução no jogo desta terça-feira (17.06) contra o México, na Arena Castelão, em comparação à partida de estreia, contra a Croácia, no último dia 12 de junho, quando o Brasil venceu por 3 a 1. “O time jogou melhor do que no primeiro jogo. Evoluímos no mínimo 10%. Não era o resultado que nós queríamos, mas estou satisfeito com o que eu vi em campo”, disse Felipão, após o empate em 0 a 0 diante dos mexicanos em Fortaleza.

» Jogadores valorizam o ponto conquistado e projetam decisão contra Camarões

» “Estar aqui é a realização de um sonho”, diz voluntário em Fortaleza

» Brasil e México ficam no empate sem gols diante do Castelão lotado

Com o resultado, a Seleção Brasileira chegou aos quatro pontos e mantém a liderança do grupo – supera o México devido ao saldo de gols. “Às vezes um ponto classifica você para a próxima fase. Se não ganha, também não pode perder”, afirmou o treinador brasileiro. Felipão não confirmou se mexerá na equipe para a partida contra Camarões, a última do grupo A da Copa do Mundo, mas ressaltou que a confiança nos jogadores está mantida. “Os outros times também jogam bola. Confio plenamente no grupo”, disse.

O goleiro Júlio César ressaltou o bom jogo que o time mexicano fez na Arena Castelão. “É uma seleção que chuta muito de fora da área e deu muito trabalho. Eles ainda se defenderam muito bem. Quando jogam Brasil e México é sempre assim. Foi uma grande jogo”, afirmou  o número 12 da Seleção Brasileira.

Melhor em campo

O goleiro mexicano Ochoa foi eleito o melhor em campo pela FIFA. O jogador fez pelo menos três defesas importantes, em uma cabeçada de Neymar e um chute de Paulinho, no primeiro tempo, e outro lance envolvendo o camisa 10 da seleção na segunda etapa. Além disso, mostrou segurança nas saídas de bola pelo alto. “Eles têm grandes jogadores e criaram jogadas de perigo. Nossa defesa foi parte importante do resultado. Mas sabíamos que teríamos que atacar também. Foi uma ótima partida nossa”, afirmou Ochoa.

Durante a entrevista coletiva pós-jogo, o técnico Miguel Herrera elogiou o comportamento da torcida mexicana, que em muitos momentos chegou a calar a torcida do Brasil na Arena Castelão. “Escutamos nosso torcedor mais forte que os brasileiros. E os jogadores dentro de campo sentiram isso e cumpriram o que determinamos. Enfrentamos o maior favorito para vencer o Mundial e em sua casa. A entrega deles foi fundamental”, afirmou o treinador mexicano.

Números do jogo

De acordo com as estatísticas da Fifa, o Brasil teve 53% de posse de bola, contra 47% da seleção mexicana. Foram 14 chutes a gol brasileiros e 13 do adversário. O jogo no Castelão registrou 31 faltas (18 do México e 13 do Brasil) e o público foi de 60.342 pessoas.

Thiago Cafardo, do Portal da Copa em Fortaleza
 

Notícias Relacionadas

Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Nas duas sedes, os voluntários do governo federal atuaram durante a fase de grupos, oitavas de final e quartas de final. Agora, atuação será focada na FIFA Fan Fest em dias de jogos
+
Cerca de 260 mil turistas brasileiros e estrangeiros compraram ingressos para os seis jogos na capital cearense
+
Jogadores ressaltam que quem for escolhido tem qualidade para substituir o camisa10. Seleção Brasileira fará treinamento pela tarde
+