Arena Castelão, em Fortaleza, ganha biografia dos seus 40 anos de vida

22/05/2014 - 19:45
O livro “Arena Castelão – Governador Plácido Aderaldo Castelo” revela detalhes inéditos da história e mostra como foi o processo de modernização do estádio

Palco de momentos marcantes do futebol brasileiro e próximo de se tornar um estádio de Copa do Mundo, o Castelão ganhou nesta quinta-feira (22.06) uma radiografia completa dos seus 40 anos de vida. O livro “Arena Castelão – Governador Plácido Castelo” revela detalhes dos projetos de arquitetura e engenharia desde a pedra fundamental, nos anos 70, e traz imagens históricas, maquetes, croquis, plantas e revelações do processo de candidatura de Fortaleza para sediar o Mundial de 2014. Além, é claro, de curiosidades e da memória dos grandes jogos disputados no local.

Thiago Cafardo/ Portal da Copa#Jornalista Ciro Câmara, um dos autores, apresenta livro sobre o CastelãoA obra, de autoria do jornalista Ciro Câmara, do arquiteto Héctor Vigliecca, e dos engenheiros Sérgio Stolovas e Flávio D´Alambert, aborda diferentes aspectos da transformação do antigo estádio em uma moderna arena multiuso. “Faltava para a cidade uma biografia do Castelão que retratasse o quanto ele é importante não apenas para o futebol, mas para toda sociedade de Fortaleza”, disse Ciro Câmara, durante a solenidade de lançamento do livro, no auditório do próprio Castelão.

O evento contou com a presença de ex-jogadores e representantes dos três principais clubes da capital: Ceará, Fortaleza e Ferroviário. O nome da obra faz referência ao ex-governador Plácido Aderaldo Castelo, responsável pela construção do estádio.

“Uma arena tão importante merecia uma publicação à altura. O relevante deste livro é sua abrangência, já que ele não fala apenas do passado do estádio ou da obra de modernização. Ele servirá também como fonte de pesquisa para os cearenses, inclusive historiadores e arquitetos”, citou o secretário Especial da Copa no Ceará (Secopa), Ferruccio Feitosa.   

Modernização

O arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca, responsável pela modernização da arena Castelão, conta que o trabalho realizado no estádio respeitou as características iniciais do projeto da década de 70. “Antes de começar a fazer o projeto, a gente leu muita história e percebeu como o estádio estava presente na memória do cidadão cearense. Por isso, tivemos um respeito muito grande para manter os elementos fundamentais da estrutura inicial, que representa o modernismo dos anos 70”, disse.

Uruguaio radicado no Brasil há 40 anos, Héctor Vigliecca não esconde a satisfação por ter a celeste olímpica inaugurando o Castelão em um jogo de Copa do Mundo. A equipe enfrentará a Costa Rica no dia 14 de junho. “Essa noticia foi fantástica. Estou recebendo mais de 20 pessoas em minha casa, comprando colchões para todo mundo dormir. Estão todos ansiosos para chegar até aqui”, afirmou.

Ele garante torcer pelo Brasil no Mundial e não acredita que o time uruguaio possa repetir o feito de 1950, quando vendeu a Seleção Brasileira na decisão no Maracanã. “Era outra época. O futebol mudou muito”, comentou o torcedor do Peñarol, de Montevidéu.

Ficha técnica

“Arena Castelão – Governador Plácido Aderaldo Castelo”

Autores: Héctor Vigliecca, Ciro Câmara, Sérgio Stolovas e Flávio D ´Alamber
Edição bilíngue: português/ inglês (nas livrarias a partir de junho)
Número de páginas: 156
Formato: 26 x 29 cm
Preço: não definido

» Conheça todos os detalhes da Arena Castelão

Thiago Cafardo, do Portal da Copa em Fortaleza

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+