Arena Corinthians: acesso facilitado por transporte público de massa

08/05/2014 - 08:46
Conforto para os torcedores, que contarão com 2.800 vagas de estacionamento, 59 quiosques de alimentação, 85 camarotes e 53 banheiros

Os principais acessos dos torcedores à Arena Corinthians, em São Paulo, serão via metrô e trens. São duas estações localizadas a 600 metros do estádio, interligadas por passarelas até a praça de 16 mil metros quadrados ao redor do palco da abertura da Copa do Mundo. As obras no complexo viário de Itaquera também facilitarão a chegada do público ao local.

Todos os setores da arena possuem entradas independentes. Há um acesso pelo norte e outro pelo sul, que direciona o público para as arquibancadas atrás dos gols, além de acessos laterais a leste, que ainda conta com cinco túneis, e a oeste, que também tem uma entrada central que leva aos camarotes. No total são 120 catracas para regular o fluxo de pessoas.

“O meio de transporte mais confortável para vir até aqui é o metrô, descendo na estação Artur Alvim, ou na Corinthians – Itaquera, que são equidistantes para o estádio. O acesso é sempre por esta grande plataforma que dá a volta no estádio. Todos chegam por ali e dependendo da posição onde vão sentar se direcionam para uma entrada”, explica Antonio Gavioli, engenheiro responsável pela obra.

A circulação interna pode ser feita através de dez escadas rolantes ou por 15 elevadores, alguns deles, levam diretamente dos dois pisos de estacionamento coberto às áreas VIPs. No total, são 900 vagas para automóveis no edifício oeste do estádio e outras 1.900 vagas descobertas na área externa da arena.

» Vídeo, fotos e infográfico: conheça os detalhes da Arena Corinthians

Fotos: Portal da Copa#

Conforto

A Arena Corinthians terá capacidade para 68 mil torcedores durante a Copa do Mundo, sendo 21,2 mil assentos temporários para atingir a exigência de público da FIFA para a partida de abertura. Os setores norte e sul terão uma estrutura com quase 20 mil lugares, enquanto no leste e oeste serão cerca de dois mil cadeiras temporárias.

O estádio conta com diferentes tipos de assentos, todos rebatíveis e com encosto para as costas. A diferença entre eles é que em alguns setores as cadeiras possuem estofamento, braços e guarda-copos. Nos 85 camarotes do local, as poltronas são em couro, acolchoadas e estão posicionadas na arquibancada em frente a estas áreas. A capacidade destes camarotes variam entre 12, 21 e 27 pessoas. Ainda há quatro espaços lounges que poderão abrigar de 81 a 84 torcedores.

A acessibilidade está garantida em todas as áreas. São 962 lugares reservados para Portadores de Necessidades Especiais e acompanhante, 146 para obesos e 160 espaços reservados para cadeirantes.

A arena ainda conta com um auditório para 320 pessoas, quatro restaurantes, uma cozinha industrial, 59 quiosques de alimentação e 53 banheiros. “A opção foi a de fazer uma cozinha de grande porte para abastecer todo o estádio. Construímos uma galeria subterrânea ao redor do campo, que permite a circulação de serviços, sem que seja vista qualquer movimentação”, revela Gavioli.

Segurança

O estádio tem uma sala de comando para controlar as operações do local, abaixo da arquibancada oeste. Acima dos assentos da arquibancada leste foi construída uma sala envidraçada, que será usada por parte da equipe de segurança.

“Naquele ponto em cima da arquibancada leste ficará o centro operacional do estádio. Lá ficará o locutor, a Polícia Militar e outros agentes. Aqui em baixo temos a sala que controla toda a parte de sistemas do estádio, ar condicionado, fechamento e abertura de portas, câmeras. Temos também uma sala de gerenciamento de crise”, detalha Gavioli.

De acordo com os responsáveis pelo estádio, a dispersão do público está planejada para ocorrer em, no máximo, 8 minutos e 8 segundos.

Entorno

Os empreendimentos no complexo viário do Polo de Itaquera também facilitarão a chegada do público ao estádio. Além disso, os empreendimentos beneficiarão milhares de pessoas que trafegam diariamente pela região, além de aumentar as ligações e opções de acesso entre as partes norte e sul do bairro. As intervenções incluem a construção de duas novas avenidas de ligação, passagem em desnível (mergulhão), duas alças de acesso, além de passarela, rotatória e alargamento de pistas.

O investimento total, incluindo despesas com projetos e desapropriações será de R$ 548,5 milhões, sendo R$ 397,9 milhões do governo estadual e R$ 150,6 milhões da prefeitura. Cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos devem ser gerados pelas intervenções.

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+