Argélia empata com a Rússia e chega a classificação inédita em Curitiba

26/06/2014 - 19:09
Jogo terminou em 1 x 1, levando os africanos para as oitavas pela primeira vez

Quando o juiz apitou o fim do empate em 1 x 1 entre Argélia e Rússia na Arena da Baixada, em Curitiba, nesta quinta-feira (26.06), uma festa argelina tomou conta do campo e das arquibancadas. O resultado classificou a seleção africana para as oitavas de final da Copa do Mundo da FIFA pela primeira vez na história. Esta é apenas a quarta participação da Argélia no torneio.

Foto: Getty Images#Slimani (E), o herói da classificação, comemora o gol de empate da Argélia

Enquanto os argelinos comemoravam o maior feito da história de sua seleção no futebol, os russos lamentaram a precoce eliminação. Agora, os europeus já começam a pensar na próxima edição do Mundial, em 2018, que será disputado justamente na Rússia.

O confronto desta quinta também marcou a despedida da Arena da Baixada da Copa do Mundo de 2014. No total, quatro partidas foram disputadas na capital paranaense. Além de Argélia x Rússia, as outras foram: Irã 0 x 0 Nigéria, Honduras 1 x 2 Equador e Austrália 0 x 3 Espanha.

Festa e arbitragem

A festa da torcida argelina nas arquibancadas da Arena da Baixada em Curitiba parecia a comemoração de um título. Um feito que nem mesmo os jogadores argelinos acreditavam que pudesse acontecer. “Ninguém poderia imaginar que a gente se qualificaria. A gente surpreendeu todo mundo, inclusive a nós mesmos”, disse o volante Nabil Bentaleb.

No outro lado, o técnico da Rússia, Fabio Capello, disse que o time teve a chance de sair com a vitória e a classificação de Curitiba. Mas, segundo ele, a bola parada e a atuação do árbitro mudaram a história do jogo. "Infelizmente sofremos um gol em lance de bola parada numa falta que o árbitro deveria ter apitado antes ao nosso favor. Uma coisa que tenho de lamentar é o tratamento da arbitragem conosco, sempre fiquei quieto, mas agora que acabou tenho de falar. Não apitaram uma falta em Kokorin próxima à área”, reclamou.

Anfitriã do próximo mundial, em 2018, a Rússia já está classificada automaticamente. Na Copa 2014, o time comando pelo italiano Fabio Capello somou dois pontos em três jogos, não vencendo nenhuma vez.

Primeiro tempo

O jogo não poderia ter começado melhor para os russos. Com apenas seis minutos de partida, a seleção europeia abriu o placar na Arena da Baixada. Kombarov cruzou da esquerda e Kokorin foi lá no alto completar de cabeça. O goleiro M’Bolhi nem se mexeu, só olhou a bola entrar no ângulo.

O gol obrigou os argelinos a correr atrás do empate. Com mais posse de bola, a equipe foi para cima da Rússia, que passou a jogar mais no campo de defesa. Mesmo assim, foram os russos que assustaram mais. Aos 25 minutos, Shatov carregou a bola no meio de campo e bateu forte com o pé direito, assustando o goleiro M’Bolhi.

A bola continuava nos pés da Argélia, mas nem eles nem os russos conseguiam finalizar com frequência. Os lances mais agudos no restante do primeiro tempo saíram em lances de bola parada, mas nenhum levou perigo real aos goleiros.

Segundo tempo

A dinâmica do jogo não mudou depois do intervalo. A Argélia tinha mais posse de bola, mas não conseguia transformar o domínio em chances reais de gol. Enquanto isso, a Rússia assustava nas poucas vezes que atacava. Aos 2 minutos, M’Bolhi fez ótima defesa em chute de Samedov após tabela com Kokorin.

Se jogando com tudo ao ataque, os argelinos fizeram o jogo ficar mais aberto, dando espaço para os perigosos contra-ataques da Rússia. Ainda assim, os times finalizavam pouco a gol. Isso mudou aos 14 minutos, quando Akinfeev entrou em ação. Responsável pelo maior frango da Copa até agora, o goleiro russo saiu muito mal em cobrança de falta da Argélia e permitiu que Slimani empatasse de cabeça. Com o 1 x 1, a vaga voltava para os argelinos, eliminando os russos.

O gol mudou completamente a partida. A Rússia passou a precisar atacar mais, acuando a Argélia no campo de defesa. Aos 16, Denisov bateu forte de fora da área, mas M’Bolhi segurou em dois tempos. Aos 24, nova intervenção do goleiro argelino. Kerzhakov recebeu bom passe de Samedov e bateu cruzado, mas o arqueiro da equipe africana evitou o gol.

Em busca da vaga inédita nas oitavas de final do Mundial, a Argélia foi se encolhendo cada vez mais na defesa. Os raros contra-ataques eram puxados por no máximo dois jogadores, que eram presas fáceis para os zagueiros russos. Com a bola nos pés, os russos buscavam sempre os lados do campo, tentando explorar o jogo aéreo. Mas a estratégia não deu certo, o empate persistiu e os anfitriões da próxima Copa forma eliminados. A festa e a emoção couberam aos argelinos, que avançaram de fase pela primeira vez na história.

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Dilma Rousseff ainda convidou os turistas para que retornem para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Derrotada na prorrogação em Porto Alegre, equipe africana ganha status de protagonista e conquista o público no Beira Rio
+