Ato pelo Trabalho Seguro mobiliza operários da Arena da Amazônia, em Manaus

17/12/2012 - 18:34
Objetivo do programa é alertar trabalhadores, empregadores e sociedade sobre os riscos das atividades diárias, para estimular a prevenção de acidentes

Depois de passar por todos os outros 11 estádios que vão receber jogos da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, o Programa Trabalho Seguro, desenvolvido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e instituições públicas e privadas, chegou nesta segunda-feira (17.12) a Manaus.

O objetivo é alertar trabalhadores, empregadores e a sociedade sobre os riscos das atividades diárias, com o intuito de estimular a prevenção de acidentes e reduzir o alto número de casos no Brasil. Cerca de 1.600 operários participaram do evento na Arena da Amazônia (Estádio Vivaldo Lima).

De acordo com estudo da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), os acidentes de trabalho custam ao Brasil um valor aproximado de R$ 71 bilhões por ano, o que representa cerca de 9% da folha salarial anual dos trabalhadores do setor formal no país, que é R$ 800 bilhões.

O setor de construção civil é recordista no número de mortes por acidentes de trabalho e ocupa o segundo lugar no ranking geral de acidentes. Por isso, o Programa Trabalho Seguro, em sua segunda fase, foca essa área.

A cada 100 vítimas, pelo menos seis são pedreiros, serventes de pedreiro e outros trabalhadores de canteiros de obras. Os profissionais que mais se acidentam são operadores de robôs e condutores de equipamento de cargas, que representam 10% do total, de acordo com informações do TST.

Andamento das obras
A Arena da Amazônia alcançou 50,07% de construção e agora os profissionais trabalham no fechamento do muro do pódio, construção dos camarotes, banheiros e montagem da arquibancada superior, que avança no setor leste, conforme informações da coordenação do Projeto Copa.

A previsão de entrega do estádio é dezembro de 2013 e, após a inauguração, serão feitos eventos-teste para a Copa do Mundo de 2014. Durante a etapa de montagem da cobertura, a Arena da Amazônia alcançará seu maior número de trabalhadores, que atualmente supera 1,7 mil pessoas trabalhando diretamente na obra.  Com capacidade para 44 mil torcedores, o projeto está orçado em R$ 532,2 milhões, com R$ 400 milhões de financiamento federal.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Jogos na Arena da Amazônia foram vistos por mais de 240 milhões de pessoas
+
Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Pico de participação do público foi registrado no dia da partida entre Brasil 0 x 0 México, em 17 de junho, quando 438 mil torcedores compareceram aos locais de transmissão dos jogos
+
Iniciativa da FIFA, com apoio do governo federal, levou atividades físicas e noções de saúde para alunos de escolas públicas
+