"Brasil x Argentina seria final dos sonhos", diz Zico

06/06/2014 - 20:37
Ex-craque da Seleção Brasileira acredita que pelo menos três equipes sul-americanas têm condições de estar entre as quatro melhores da Copa: além de brasileiros e argentinos, ele aposta nos uruguaios

O ex-craque Zico abriu a estrutura do seu centro de treinamento, no Rio de Janeiro, para a preparação dos árbitros que vão apitar a Copa do Mundo. Pessoalmente, o Galinho de Quintino espera que um deles conduza uma final dos sonhos entre Brasil e Argentina, no dia 13 de julho, no Estádio Maracanã.

“A minha opinião pessoal é de que esta seria uma final dos sonhos. Tanto Brasil quanto Argentina têm formado grandes craques na história do futebol. Uma seleção tem Neymar, a outra tem Messi. Minha torcida pessoal é que eles possam se encontrar nesta Copa. Mas vamos ver o que vai acontecer”, diz o maior jogador da história do Flamengo.

Zico acredita que três das cinco seleções sul-americanas que disputam o Mundial têm condições de estar entre as quatro melhores do torneio. “Brasil, Argentina e Uruguai têm equipes muito fortes. Foi uma pena a Colômbia perder o Falcao García. É um desfalque que vai fazer muita falta e dificultar a trajetória da seleção dele na Copa”, afirma.

Getty Images#Zico, que disponibilizou seu centro no Rio para a preparação dos árbitros da Copa, espera que não haja polêmicas de arbitragem no Mundial do Brasil

Arbitragem
O Galinho lembra que foi vítima de erros de arbitragem nas Copas de 1978 e 1982, mas mostra pouca mágoa com os árbitros. “A falha de 78 foi incrível, o árbitro terminou o jogo depois de eu fazer o gol de cabeça numa cobrança de escanteio, mas não validou o lance. Em 82, o Gentile, da Itália, puxou minha camisa dentro da área, mas era um lance difícil, ele foi malandro”, recorda.

Zico espera que não haja polêmica na Copa no Brasil. “Agora eu espero que os árbitros tenha uma atuação discreta assim como na Copa das Confederações. É claro que erros podem acontecer, a imprensa às vezes é até injusta com eles. Mas tenho acompanhado os treinamentos e acredito que eles estão muito bem preparados”, diz.

» História das Copas - 1978 - Uma Copa sob a sombra da ditadura

» História das Copas - 1982 - A queda do futebol arte

Giuliander Carpes, do Portal da Copa no Rio de Janeiro

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+
Coordenador geral de seleções, Gilmar Rinaldi, confirmou que o Brasil será comandado pelo treinador da equipe de base, Alexandre Gallo, nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. Novos membros da comissão técnica serão anunciados em breve
+
Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+