Brasília divulga ações de atendimento médico para a Copa

02/06/2014 - 23:41
Principais focos do plano operacional são os jogos do Mané Garrincha e a Fan Fest. Efetivo de profissionais de saúde será reforçado em 20%

A estrutura de atendimento médico em Brasília será reforçada no Estádio Nacional Mané Garrincha, na Fan Fest e nas proximidades dos dois locais. Nesta segunda-feira (02.06), a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) divulgou as ações para o período de realização da Copa do Mundo. As equipes serão reforçadas em 20%, haverá mais ambulâncias disponíveis e a pasta assegura que a população em geral será atendida normalmente durante o evento.

O plano operacional integra SES/DF, FIFA e hospitais públicos e privados. O atendimento dentro do Mané Garrincha, nos dias de jogos, será realizado pela empresa UTI Vida, contratada pela FIFA. A Secretaria de Saúde montará um posto médico avançado nas proximidades da arena: haverá quatro ambulâncias, sendo duas unidades de suporte avançado e duas de suporte básico, além de um posto móvel de regulação nos arredores da arena.

Já a atuação na área da Fan Fest – localizada no Taguaparque, em Taguatinga – ficará a cargo de uma empresa privada contratada pelo Governo do Distrito Federal. A estrutura terá um posto médico com dois profissionais de saúde e uma unidade de suporte avançado. A área externa do local será responsabilidade da SES/DF, também com um posto médico e seis ambulâncias, sendo duas unidades de suporte avançado e quatro de suporte básico.

O reforço de 20% no efetivo de profissionais de saúde é resultado da decisão de restringir as folgas, abonos ou férias dos servidores que trabalham nas emergências. Esse é também o motivo do aumento de ambulâncias (37 para 47) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) “E nenhum leito vai ser reservado ou bloqueado para a Copa. Nossa rede vai funcionar como funciona hoje”, garante o secretário de saúde adjunto, José Bonifácio Alvim.

Encaminhamento

Nos dias de jogos, pacientes com plano de saúde que estiverem no Mané Garrincha serão encaminhados para hospitais da rede privada. No caso de ocorrências nos arredores da arena, os destinos preferenciais serão hospitais da rede pública, mas pacientes com plano de saúde poderão ser conduzidos para estabelecimentos privados. A mesma lógica vale para a Fan Fest. Segundo Alvim, menos de 1% dos problemas médicos registrados resultam em encaminhamento.

As operações serão coordenadas a partir do Centro Integrado das Ações de Saúde, que terá a função de monitorar situações de risco em tempo real. O centro integrará ações de assistência e de vigilância. “Por meio de sistema de câmeras que funciona nas emergências dos principais hospitais, vamos monitorar as emergências, também no que diz respeito ao quantitativo”, explica Alvim.

As ações para a área de saúde durante a Copa incluem ainda a distribuição de aproximadamente 1 milhão de kits com preservativos, lubrificantes e panfletos educativos. A vigilância sanitária não foi esquecida: servidores do setor vão inspecionar serviços de alimentação, shoppings e hotéis, além do Mané Garrincha e da área da Fan Fest.

Hospitais de referência na área central de Brasília

- Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) – pacientes com trauma e problemas neurocardiovasculares.
- Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) – áreas clínica e cirúrgica para adultos.
- Hospital Materno Infantil (HMIB) – emergência médica para crianças e gestantes.

Hospitais de referência na área da Fan Fest

- Hospital Regional de Taguatinga (HRT) – clínica médica.
- Hospital Regional de Ceilândia (HRC) – trauma.
- Hospital Regional de Samambaia (HRSam) – cirurgia.
- Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – atendimento de emergência clínica e pediátrica.

Obs: pacientes com plano de saúde poderão ser encaminhados para hospitais da rede privada.

Renato Freire, do Portal da Copa em Brasília

Notícias Relacionadas

No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Estrangeiros e brasileiros de outras partes do país visitam marcos arquitetônicos da capital federal
+
Profissionais federais e distritais trabalharão juntos em evento que terá 19 chefes de Estado
+