Cartilha "Copa sem racismo" é lançada em evento na Bahia

26/06/2014 - 14:15
Iniciativa prevê o combate à discriminação durante e depois do Mundial

Foto: Elói Corrêa/GOVBA#Ney Campello exibe a cartilha "Copa sem racismo"Aproveitando a realização da Copa do Mundo da FIFA 2014 e uma das principais mensagens que o Mundial trouxe ao Brasil, a Secopa-BA e a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi-BA) lançaram nesta quinta-feira (26.06) a cartilha "Copa sem racismo". A iniciativa prevê o combate à discriminação não só durante o período da Copa, mas também como um legado após o fim da competição.

A cartilha conta com informações históricas e no âmbito legal em relação à pratica do racismo. Além disso, o livro dá dicas de como proceder no caso de presenciar algum caso de discriminação e fala também do Movimento Negro e cita casos de racismo no futebol e suas consequências. A previsão é de que 100 mil unidades sejam distribuídas.

"O ser humano não tem consigo o racismo, é cultural, é aprendizado. E se não nasce com a gente, podemos extirpá-lo. Eu costumo comparar com a poliomielite. Enquanto houver um portador da doença, temos que trabalhar para eliminá-la da sociedade. O mesmo vale para o racismo", discursou Ney Campello, secretário para Assuntos de Copa na Bahia.

"Para nós, essa campanha é de extrema importância porque é uma demonstração de que é preciso fazer muito para combater o racismo, algo de extrema perversidade na nossa sociedade", opinou Ivonei Pires, coordenador do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, da Sepromi.

Denúncias

Para denunciar um caso de racismo, basta ligar para o 162 ou para o 0800-284-0011.

Vagner Vargas - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Estudo revela que a ocupação hoteleira na cidade bateu recordes, chegando a 72,26% no período do Mundial
+
Cidade hospedou campeões mundiais durante a Copa do Mundo e recebeu legados como Centro de Treinamento e promoção da imagem local
+
Tour 100% apresenta os bastidores do equipamento multiuso aos visitantes
+
Produto deve ser remodelado e seguir atendendo a turistas e baianos
+