Catadores de recicláveis no Rio são treinados para atuar durante a Copa

10/04/2014 - 15:30
A ideia é coletar e dar a correta destinação a materiais e embalagens gerados durante os jogos

Oitocentos e quarenta catadores de materiais recicláveis estão sendo treinados em todo o país para atuar nos estádios das 12 cidades-sede da Copa do Mundo, que ocorrerá  de 12 de junho a 13 de julho.

Nesta quinta-feira (10.04), 70 catadores da Rede Movimento, que tem 34 cooperativas associadas, participaram de qualificação no Rio de Janeiro. Foi a nona atividade de treinamento em cidades-sede. As três últimas serão em São Paulo (15.04), Fortaleza (17.04) e Curitiba (23.04).

O objetivo é assegurar  que os catadores tenham as orientações para que possam exercer de maneira correta a gestão de resíduos dentro dos estádios. A ideia é coletar todos os materiais e embalagens que vão ser gerados durante os jogos, para que possam ser destinados à reciclagem.

Após a coleta, o material é transportado para as cooperativas parceiras, onde é feita a separação dos materiais que, depois, são encaminhados para as empresas recicladoras.

Quando tiver início o período de exclusividade da Fifa nos estádios, previsto para ter início em 22 de maio, os catadores do Rio de Janeiro farão um treinamento 'in loco' no Maracanã. O mesmo ocorrerá nas demais cidades.

O presidente da Associação dos Catadores do Aterro Metropolitano do Jardim Gramacho, Tião Santos, avaliou que a Copa do Mundo “é um momento ímpar para a gente mostrar para a população não só a capacidade de se promover e executar o trabalho na área de resíduos nos estádios, mas aproveitar para educar e sensibilizar a sociedade sobre a importância da reciclagem nos grandes eventos e na vida cotidiana das pessoas”.

Tião Santos ressaltou, também, que o evento serve para buscar a valorização e o reconhecimento dos catadores. Das 34 cooperativas que participam do esforço para a Copa, seis são de Gramacho, bairro do município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Estádio de Natal é o nono dos utilizados durante a Copa a obter o selo
+
Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Cooperativas de catadores atuaram nos 12 estádios do Mundial para a recuperação e separação dos resíduos deixados pelos torcedores durante os jogos
+
Na arena Castelão, foram 49,4 toneladas, enquanto na Fan Fest foram outras 41,4 toneladas. Atividade envolveu 350 catadores de 17 instituições
+