Centro Integrado de Comando e Controle é inaugurado em Porto Alegre

02/06/2014 - 15:54
Equipamento que entrará em operação para a Copa do Mundo conta com um telão de 56 metros quadrados que mostrará imagens captadas de 2,1 mil câmeras espalhadas pela capital gaúcha

Com mais de R$ 70 milhões em equipamentos e softwares adquiridos pelo Ministério da Justiça, além da ampliação da área física do prédio-sede da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, foi inaugurado na manhã desta segunda-feira (02.06), em Porto Alegre, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). A estrutura, que funcionará a partir de 9 de junho, foi classificada pelo governador Tarso Genro como “um trabalho que ficará como legado após a Copa do Mundo”.

Instalado em dois andares do complexo de segurança, o CICC conta, no primeiro pavimento, com um telão de 56 metros quadrados que mostrará imagens captadas de 2,1 mil câmeras espalhadas pela capital gaúcha. São olhos eletrônicos que interligam diversos órgãos públicos e a iniciativa privada, em convênios destinados a mudar o parâmetro de segurança no Rio Grande do Sul.

Além disso, armamentos não-letais, equipamentos antibomba e uma série de tecnologias interligadas fazem do novo centro um divisor de águas para o Estado. “A partir da implantação do CICC, a integração entre as polícias Civil e Militar torna-se inevitável. Teremos um grande legado em estrutura física e material, além da visibilidade do Estado com a visitação turística e as oportunidades de competitividade que surgirão”, avaliou Tarso.

O governador afirmou que o CICC irá operar, durante a Copa, sob a determinação de que garanta a livre manifestação, como se caracteriza uma democracia. Mas também irá assegurar a realização dos jogos e o desfrute de quem quer desfrutar do torneio. “Haverá espaço para todos”, garantiu.

Claudio Medaglia/Portal da Copa#

Ampliação do serviço 190
O secretário de Segurança Pública, Airton Michels, destacou como um dos grandes avanços a ampliação do serviço 190, pelo qual a população aciona a Brigada Militar. Das nove posições atuais, o número subiu para 31. “Recebemos cerca de 4 mil ligações diárias, com uma margem de perda de 5%. Com essa ampliação, estaremos aptos a receber e atender à demanda”.

Durante os dias de jogos da Copa, Michels estará no CICC, acompanhado pelo superintendente da Polícia Federal, delegado Sandro Caron, e do comandante da 6ª Divisão de Exército, general-de-Divisão Manoel Luiz Narvaz Pafiadache. “Teremos 260 servidores, de 32 instituições, atuando juntas para atender a casos de emergência”, disse o secretário.

No dia 8 de junho, véspera da chegada da seleção do Equador, que ficará baseada em Viamão, o Estado entra em status operacional máximo de segurança. “O Rio Grande do Sul soube visualizar a oportunidade para  qualificar e ampliar sua estrutura de segurança. Recebemos um aporte tecnológico, físico e de pessoal qualificado muito importante, que seguirá operando quando a Copa terminar”, completou o coordenador do CICC até o fim do torneio, delegado da Polícia Federal Sérgio Henrique Silva da Silva.

Claudio Medaglia, do Portal da Copa em Porto Alegre

Notícias Relacionadas

Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+
Polícia Rodoviária Federal decidiu reforçar a vigilância em rodovias de acesso ao estado do Rio Grande do Sul usadas por torcedores do país
+
Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+