Centros de comando da Copa aperfeiçoam atendimento geral ao público

27/06/2014 - 11:11

A estrutura montada nas cidades-sede pelo governo federal foi feita com intuito de fortalecer os serviços integrados das forças policiais locais com as equipes federais, além de instituições ligadas à defesa social e até a área da saúde. Com o desenrolar do planejamento operacional nos estados e após cada jogo da Copa do Mundo, os coordenadores dos Centros Integrados de Segurança Pública Regionais (CICCR) aperfeiçoaram serviços para o atendimento aos cidadãos.

Em Porto Alegre, por exemplo, ao telefonar pedindo auxílio, as vítimas de violência doméstica na capital e região metropolitana recebem um acompanhamento mais específico, por meio da Rede de Atendimento Especializado. Operando em tempo integral no CICCR, o serviço amplia a atenção às vítimas com atendimento até que a viatura da Brigada Militar chegue ao local.

Em Fortaleza, a Coordenadoria Integrada de Operação em Segurança (Ciops), o 190 da Polícia Militar, está totalmente ligada ao CICCR do Ceará. Com isso, cresceu a integração e o atendimento específico aos turistas estrangeiros.

Segundo o tenente-coronel Kennedy Pimentel, coordenador do CICCR do Ceará, qualquer número de emergência internacional acionado em solo cearense cai no Ciops. “Todo o atendimento é feito por servidores bilingues. O trabalho foi aperfeiçoado na Copa e com a tecnologia do CICCR será usado após a Copa ”, explica Pimentel.

Com grandes dimensões, o Governo da Bahia já prepara investimentos para que a rede de comunicação propiciada pelo CICCR seja ampliada para operar em todo o estado e centralizar serviços das polícias, dos bombeiros e o monitoramento de trânsito por meio de um único número de contato.

O governo federal, por intermédio do Ministério da Justiça e Ministério da Defesa, investiu cerca de R$ 1,9 bilhão na aquisição de equipamentos que são utilizados na Copa do Mundo. Tudo o que foi repassado para as cidades-sede ficará para o uso integrado entre as instituições locais.

Fonte: Ministério da Justiça

Notícias Relacionadas

Foram produzidas mais de 60 mil matérias sobre o Brasil veiculadas em todo o mundo. De acordo com pesquisa realizada pela Fipe, 96,5% dos jornalistas internacionais recomendariam uma viagem ao país
+
Participação segue até segunda-feira (14.07) com auxílio a jornalistas brasileiros e estrangeiros no Forte de Copacabana
+
País quer ser o primeiro a compensar todos gases do efeito estufa gerados em um Mundial da FIFA
+