Consórcio assume a operação do Aeroporto de Brasília a partir de sábado (1.12)

28/11/2012 - 16:38
Concessionária investirá R$ 750 milhões para a Copa do Mundo de 2014 na reforma e ampliação dos terminais. Preivsão é de que o estacionamento tenha capacidade para 3 mil vagas até a Copa das Confederações

Os usuários do Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek (Brasília/DF) passarão a contar, a partir da 0h deste sábado (1.12), com novo sistema de atendimento, que inclui serviço disponível 24 horas por dia. A ação marca o início da transição operacional do aeroporto da Infraero para o Consórcio Inframérica, vencedor do leilão feito pelo governo federal que transferiu a gestão do terminal para a iniciativa privada.

O planejamento para reforma e ampliação do aeroporto prevê um investimento de R$ 750 milhões até a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. A meta é expandir a capacidade de 13 milhões para 21 milhões de passageiros por ano até o evento. Os terminais 1 e 2 passarão por reformas e um novo será construído, com mais 15 pontes de acesso aos aviões, divididas em dois píeres, aumentando de 13 para 28 o número de posições de embarque.

Além disso, o estacionamento será ampliado e passará de 1,2 mil para 3 mil vagas. A previsão é de que essa parte da obra esteja pronta em junho do ano que vem, a tempo para a Copa das Confederações FIFA Brasil 2013, que terá a partida de abertura na capital federal no dia 15 de junho. “A gente entende que o estacionamento é um problema crítico do aeroporto, por isso começamos a ampliação já nesta semana”, disse Mario Jorge Moreira, gerente de projeto da empresa que está realizando as obras. Até a Copa das Confederações, uma sala vip de 2,5 mil m² também será construída.

Cronograma
As estruturas das obras de maior porte serão pré-moldadas. Há uma preocupação extra com o fim de ano, período de pico do tráfego de passageiros. Em janeiro, o ritmo das reformas será acelerado, para que o prazo estipulado no contrato de concessão seja cumprido.

“Como grande parte das obras de revitalização acontece dentro do terminal e com a operação em pleno funcionamento, a etapa de planejamento foi especialmente importante no caso do Aeroporto de Brasília. O cronograma foi produzido de acordo com as interferências que poderiam viabilizar ou retardar o cumprimento das metas pré-definidas para a Copa do Mundo. Consideramos também a continuidade do fluxo de passageiros nas operações de embarque e desembarque em todas as etapas das obras”, explicou o diretor-executivo do Consórcio Inframérica, Antônio Droghetti.

O objetivo é fazer com que a transição da operação do Aeroporto Juscelino Kubitschek seja quase imperceptível para os usuários. Durante três meses, que podem ser prorrogados por mais três, a Infraero vai supervisionar a operação. A programação visual do aeroporto, no entanto, já começa a ser alterada no sábado. “A comunicação ao público de que há uma nova gestora passa por esse banho de loja”, disse Droghetti.

Divulgação Inframérica#Projeção de como será o terminal de passageiros do aeroporto

Atendimento
O novo sistema de atendimento aos passageiros é a principal iniciativa da empresa durante este período de transição. A partir de sábado, o aeroporto contará com um balcão de informação bilíngue que funcionará 24 horas por dia, 10 totens interativos, rede wi-fi gratuita e funcionários com tablets integrados ao sistema de gestão. O usuário também poderá tirar suas dúvidas por meio de sites na internet, redes sociais e aplicativos para smartphones.

Portal da Copa
 

Notícias Relacionadas

Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Agilidade e facilidade do sistema foram os pontos destacados por chilenos e brasileiros que utilizaram o serviço
+
Com metade das partidas já disputadas, torneio chega à última rodada da primeira fase com média de gols bem acima das edições anteriores e festa nas 12 cidades-sede
+
“Tomara que o final seja parecido”, torce o meia, após assistir ao triunfo da Seleção Brasileira na Arena Corinthians
+