Cruzeiro e America-TO se enfrentam nesta quarta-feira no Mineirão

05/02/2013 - 10:37
Equipe celeste, que venceu a partida inaugural do estádio de Belo Horizonte, disponibilizou 30 mil ingressos para o jogo

A Arena Mineirão, em Belo Horizonte, receberá sua segunda partida nesta quarta-feira (06.02), após a inauguração do novo estádio com o clássico Atlético Mineiro x Cruzeiro, realizado no último domingo. O jogo também será válido pelo campeonato mineiro e mais uma vez terá a equipe celeste em campo, desta vez contra o América de Teófilo Otoni, a partir das 22h.

O Cruzeiro, mandante da partida, disponibilizará uma carga de 30 mil ingressos, com valores entre R$60,00 e R$120,00. Eles podem ser adquiridos pela torcida cruzeirense no ginásio do clube, localizado no Barro Preto, na Sede Campestre (Rua Canárias/Pampulha) e na bilheteria do Mineirão localizada na Esplanada sul.

Sylvio Coutinho/ Secopa-MG#Os torcedores do América-TO poderão comprar os ingressos na bilheteria da Esplanada norte do estádio. A venda nas bilheterias e internet (no site www.futebolcard.com) começa nesta terça feira (05.02), das 9h às 19h. O mesmo acontece na quarta feira (06.02), dia do jogo. Os ingressos dos sócios torcedores do Cruzeiro já estão disponíveis pela internet, desde às 14 horas desta segunda-feira (04.02).

A partir deste jogo, os espaços Mineirão Premium (cadeiras especiais, VIP, VIP superior e camarotes), serão comercializados por meio de pacotes para temporada 2013 de jogos de futebol, no site www.mineiraopremium.com.br.

O fluxo para circulação de veículos no entorno do Mineirão será o mesmo adotado no clássico de domingo, lembrando que o estacionamento nas ruas ao redor do estádio não é permitido.

Os portões do estádio abrirão duas horas antes do jogo, às 20 horas. O acesso será feito pela esplanada. A torcida do Cruzeiro terá acesso pela Esplanada sul (Av. “C” em frente à escola de veterinária da UFMG) e a torcida do América-TO pela Esplanada Norte (Av. Abrahão Caram).

Setorização
Não está prevista a ocupação do setor laranja (norte) nesta quarta feira.  Com isso, o portão “F” ficará fechado. O portão “A” dará acesso ao torcedor americano e os demais (“B”, “C”, “D” e “E”) darão acesso aos cruzeirenses.

Os portadores de necessidades especiais têm seus lugares no setor inferior da arquibancada, para facilitar a locomoção dentro do estádio.

Quem for assistir a partida nos setores VIP, VIP superior e camarote devem entrar pelo hall do estádio, em frente ao CEU (Centro Esportivo Universitário da UFMG). Já o torcedor das cadeiras especiais acessará o estádio pela Esplanada Sul.

É preciso conferir, com atenção, as indicações do ingresso para chegar ao local adquirido. Para isso, é importante o torcedor sempre observar o setor (amarelo, vermelho ou roxo), o bloco, a fileira e o número de seu assento. Também é necessário guardar o canhoto do ingresso, para comprovar o local de assento escolhido, em caso de necessidade.

Cerca de 320 seguranças privados trabalharão em conjunto com a Polícia Militar, 100 orientadores de público (“Posso Ajudar”), também estão confirmados no auxílio aos torcedores na localização dos assentos.

No dia do jogo, haverá bares funcionando em todos os setores em uso do estádio. Neles, o torcedor vai encontrar o feijão tropeiro, salgados, pão de queijo, pizza, sanduíches e bebidas.

Ouvidoria
Está em funcionamento também um serviço de atendimento, recebimento de reclamações e sugestões para melhoria dos serviços prestados pela Minas Arena. O telefone é: (31) 3499-4333.

Fonte: Minas Arena

Notícias Relacionadas

Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+
Estimativa é que o volume recolhido aumente a renda de catadores em cerca de 100%. Legado de inclusão social e conscientização ambiental também é destacado
+
Durante o Mundial, a capital mineira recebeu 355 mil visitantes,que gastaram em média R$ 1,2 mil. A estimativa de retorno financeiro indireto é de R$ 1,6 bilhão
+
Ainda atordoados pela goleada contundente diante da Alemanha na semifinal da Copa, atletas comentaram a pane que tirou a equipe da decisão
+