Em Brasília, Exército simula operações extremas que podem ocorrer na Copa

22/05/2014 - 12:04
Cerca de 3 mil militares participaram das atividades na capital federal. O mesmo grupo estará de prontidão durante o evento

Divulgação/ Comando Militar do Planalto#Terminaram na terça-feira (20.05) as simulações, pelo Exército Brasileiro, de situações extremas que podem ocorrer na Copa do Mundo FIFA 2014. A atividade ocorreu em Brasília. Durante cinco dias, cerca de 3 mil militares praticaram operações de prevenção e combate ao terrorismo, fiscalização de explosivos, segurança nos locais de hospedagem das delegações, patrulhamento ostensivo, entre outras. O grupo, que despertou a curiosidade de moradores da capital federal, utilizou ainda cães, cavalos mais de 400 viaturas blindadas.

Participaram da simulação, batizada de Operação Planalto 8, militares do Distrito Federal, de Goiás, de Tocantins e da região do Triângulo Mineiro. O mesmo grupo estará de prontidão em pontos estratégicos de Brasília até o final da Copa. O Comando Militar do Planalto (CMP) do Exército Brasileiro é o responsável pela coordenação das ações de defesa associadas aos eventos em Brasília

As ações foram executadas nas áreas de contraterrorismo, comando e controle, defesa aeroespacial, defesa da área lacustre, defesa cibernética, defesa de estruturas estratégicas, emprego de helicópteros, fiscalização de explosivos, forças de contingência e defesa química, biológica, radiológica e nuclear.

A segurança da Copa do Mundo é dividida em três eixos. O Exército está envolvido no chamado Eixo Defesa, que envolve também Marinha e Aeronáutica. Os outros dois são o de Segurança (Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, que inclui os órgãos de segurança) e de Inteligência (Agência Brasileira de Inteligência e Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República).

Fonte: Comando Militar do Planalto

 

Notícias Relacionadas

Estruturas como o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, usado no Mundial, foram empregadas na competição de vela que está sendo realizada no Rio de Janeiro
+
Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+