Paraná promete cumprir cronograma do estádio e de outros setores fundamentais

18/02/2014 - 18:29
Estado vai receber a Espanha e a Coreia do Sul em centros de treinamento e tem investimentos em curso nas áreas de turismo, segurança e saúde

Curitiba estará preparada para receber a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 não apenas em relação ao estádio onde serão realizados quatro jogos do torneio, mas também quanto a áreas fundamentais em um evento de grande porte. A opinião do secretário estadual da Copa no Paraná, Mario Celso Cunha, foi reforçada pelo voto de confiança dado pela FIFA durante entrevista coletiva em que a capital paranaense foi reconfirmada como cidade-sede do Mundial.

Curitiba manterá as medidas adotadas para que o ritmo das obras de modernização da Arena da Baixada siga acelerado. Presentes à entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (18.02), no Costão do Santinho, em Florianópolis (SC),  representantes da prefeitura, do Governo do Paraná e do Clube Atlético Paranaense afirmaram que o apoio e o acompanhamento de equipes técnicas do governo federal, do Comitê Organizador Local (COL) e da FIFA foram cruciais para que os trabalhos tenham superado o atraso e atingido um estágio considerado menos preocupante.

“Estamos empenhados na execução de uma boa Copa. Estamos trabalhando muito para isso, inclusive nas áreas de segurança, saúde, turismo. Temos o Centro de Treinamento do Atlético Paranaense, que vai abrigar a seleção da Espanha, seleção campeã do mundo. Também temos o CT em Foz do Iguaçu, que vai abrigar a Coreia do Sul. A responsabilidade é muito grande”, afirmou Cunha.

De acordo com Mario Celso Cunha, a Arena da Baixada passou dos 90% de conclusão dos trabalhos. “Fizemos várias reuniões e executamos tudo o que foi determinado. Estamos caminhando no rumo certo”, garantiu. “Por estar aqui nessa condição de cidade-sede depois de um momento de crise que enfrentamos, eu agradeço à FIFA, ao COL e ao Ministério do Esporte pelo alerta. Conseguimos recuperar o tempo perdido e hoje todos saímos surpreendidos pela evolução que tivemos desde o dia 21 de janeiro”, disse Reginaldo Cordeiro, secretário extraordinário para a Copa da Prefeitura de Curitiba.

Mário Celso Petraglia, presidente do Atlético Paranaense, que é o responsável pela obra da Arena da Baixada, admitiu o atraso nas obras, mas destacou a integração entre as equipes dos três níveis de governo, do COL, da FIFA e do clube, que garantiu a aceleração dos trabalhos. “Havia uma expectativa e nossa intenção de concluirmos as obras até o final de 2013, lamentavelmente não fomos capazes. Tivemos o alerta fundamental e verdadeiro das autoridades, tivemos a participação do governo federal, e nos unimos em torno desse objetivo de não envergonharmos nossa terra, nosso estado, nossa cidade, nossa gente,  e de cumprirmos o compromisso com o COL e a FIFA. Felizmente agora podemos agradecer esse voto de confiança e garantimos a todos que Curitiba terá um estádio a nível de Copa do Mundo”, afirmou.

» Curitiba é reconfirmada como sede da Copa do Mundo da FIFA 2014

No dia 21 de janeiro, o secretário-geral da FIFA, JérômeValcke, anunciou que o atraso nas obras do estádio na capital paranaense colocava em xeque a participação de Curitiba na Copa de 2014. O prazo para que o ritmo dos trabalhos fosse adequado às necessidades da organização do Mundial terminava nesta terça-feira, quando a cidade foi reconfirmada entre as sedes. 

“Trabalharam bem e não há outra decisão possível a não ser manter Curitiba na lista de sedes. O processo ainda é longo, mas o importante é que ao mesmo tempo vamos trabalhar com as instalações temporárias e com tudo o que é necessário para o estádio estar pronto”, disse Valcke nesta terça-feira, acrescentando que um jogo teste deve ser realizado no estádio no final de abril e a entrega está prevista para meados de maio. 

“Entre os principais avanços realizados desde então estão a finalização da implantação do gramado e a finalização da cobertura principal do estádio. E houve uma aceleração bastante significativa na instalação dos assentos dentro do estádio. A imagem visual do estádio é totalmente diferente do que era há três semanas”, afirmou o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes.

O CEO do COL, Ricardo Trade, lembrou que ainda há muito trabalho até a entrega do estádio. “O trabalho nosso é de continuar em Curitiba monitorando. Hoje de manhã houve a confirmação do lançamento do processo de compra das estruturas temporárias de Curitiba, o que também é um fator importante para nós, para que nós possamos seguir pensando em cronogramas, para realizar os testes já em abril”.

Mateus Baeta - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mais de dois mil itens, entre televisores, computadores e telefones celulares, serão entregues a 64 escolas das doze sedes, além de 26 organizações não-governamentais
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Foi movimentado mais de um bilhão de reais na economia do estado, que recebeu 160 mil turistas estrangeiros e teve taxa média de ocupação hoteleira de 80%
+