Em uma semana, quase 80 mil pessoas usam Fun Zones dos aeroportos da Copa

20/06/2014 - 23:07
Aeroportos Salgado Filho (Porto Alegre), Afonso Pena (Curitiba), de Congonhas (São Paulo) e Tom Jobim (Rio) foram os que mais receberam passageiros em suas áreas de convivência

Internet sem fio gratuita, videogame, máquinas de bebidas e lanches, caixas automáticos para saques, transmissão ao vivo dos jogos do Mundial. Esses são alguns dos atrativos que têm atraído um número expressivo de passageiros para as Fun Zones, espaços de convivência disponíveis em 12 aeroportos de dez cidades-sede da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Desenvolvido em parceria da Infraero com a Caixa Econômica Federal, o projeto faz sucesso entre os viajantes estrangeiros e nacionais. Só na primeira semana de funcionamento - de 10 a 17 de junho - 77,5 mil pessoas circularam pelas Fun Zones em todo o País. Os aeroportos Salgado Filho (Porto Alegre), Afonso Pena (Curitiba), de Congonhas e Tom Jobim (Rio/Galeão) foram os que mais receberam passageiros em suas áreas de convivência. De acordo com a Infraero, o perfil dos que usam o espaço com maior frequência são homens entre 25 e 34 anos que chegam em grupos de amigos.

As Fun Zones também dispõem de área específica para atendimento aos jornalistas que circulam pelos aeroportos da Copa. Com apoio da Infraero, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República estruturou, nesses espaços, uma equipe de assessores de comunicação que disponibilizam à imprensa orientações e conteúdos sobre as cidades-sede e o País.

Além de conforto e entretenimento, os usuários das Fun Zones têm a possibilidade de acompanhar os horários dos voos e fazer seu check-in remotamente. Os carregadores para celulares e laptops também são atrativos importantes. E o que é melhor: tudo isso de graça.

As Fun Zones nos aeroportos das sedes da Copa estão localizadas nos seguintes pontos:

- Confins (Belo Horizonte): terraço panorâmico do piso superior;
- Congonhas (São Paulo): piso superior do edifício garagem;
- Cuiabá: saguão;
- Curitiba: setor de desembarque;|- Fortaleza: mirante do piso superior;
- Galeão (Rio de Janeiro): desembarque do terminal 1 - setor C;
- Manaus: setor de desembarque;
- Pampulha (Belo Horizonte): saguão;
- Porto Alegre: 3º piso;
- Recife: piso superior;
- Salvador: mirante do piso superior;
- Santos Dumont (Rio de Janeiro): piso superior

Fonte: Centro Aberto de Mídia

Notícias Relacionadas

Planejamento minucioso que foi feito para o Mundial deve servir de base para a gestão e operação dos aeroportos brasileiros, na opinião do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco
+
Argentina, Chile e Uruguai são os países da região que enviaram mais visitantes ao país por avião
+
Foram registradas 5.185 demandas nos aeroportos e 75 nos estádios das 12 cidades-sede
+
Mais da metade dos viajantes do país (54,2%) optou por deslocamento aéreo durante a Copa
+