Equipes do Torneio Internacional de Futebol Feminino conhecem Estádio Nacional Mané Garrincha

11/12/2013 - 12:48
Palco de Brasília para a Copa do Mundo de 2014, a arena receberá competição com as mulheres das seleções de Brasil, Chile, Escócia e Canadá, a partir desta quinta-feira

 Fotos: Andre Borges/ ComCopa DF#

O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha recebeu na tarde desta terça-feira (10.12), pela primeira vez, as equipes que disputarão o Torneio Internacional de Futebol Feminino a partir desta quinta-feira. As seleções de Brasil, Canadá, Chile e Escócia fizeram o reconhecimento do campo.

Para o treinador da Seleção Brasileira, Márcio Oliveira, as condições do gramado estão ótimas. “Está um espetáculo. Totalmente igualado, verdinho. Para jogar futebol aqui é só colocar a bola no chão e fazê-la rolar”, resumiu.

A atacante Darlene concordou e foi além. “O gramado está perfeito. E estamos ansiosas porque vamos jogar onde estarão as seleções da Copa do Mundo, no ano que vem”, comemorou.

A capitã canadense Christine Sinclair, seis vezes indicada para o prêmio da FIFA de Melhor Jogadora do Mundo comparou o Mané Garrincha ao Estádio Olímpico de Berlim, na Alemanha. “Parece o estádio em que jogamos na estreia da Copa do Mundo de 2011”, disse.

A atacante já pensa na próxima edição do Mundial, em 2015, quando jogará em casa. “Temos poucos torneios femininos no calendário. Este que vamos jogar agora é importantíssimo porque já começamos a nos preparar para a Copa do Mundo no Canadá, daqui a dois anos”, comenta.

#Jogadoras da Escócia (esq.) e do Chile (dir.) se impressionam com estádio e afirmam estar ansiosas pela estreia

A goleira e capitã da seleção escocesa, Gemma Fay, elogiou a arena. “É incrível ser recebida em um espaço dessa qualidade. Mal posso esperar para ver as arquibancadas cheias”.

Christiane Endler, goleira do Chile, disse que está ansiosa para jogar contra o Brasil, no primeiro dia de torneio. “Dá um frio na barriga, mas estou preparada”. Tiane, como é chamada pelas colegas, começou na seleção chilena sub-17. “Uso essa camisa há cinco anos, mas hoje estou com uma sensação diferente. Jogando em um estádio como esse, com essa estrutura, o peso é maior”, confessou.

Fonte: Governo do Distrito Federal

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+