“Estar aqui é a realização de um sonho”, diz voluntário em Fortaleza

17/06/2014 - 18:28
Voluntários atuaram em vários pontos da cidade nesta terça-feira para ajudar os torcedores que foram ao Castelão

“Eu sempre quis sentir um clima como esse. Estar aqui em dia de jogo da Seleção Brasileira numa Copa do Mundo é a realização de um sonho”, disse Benedito Sales. Antes das 10h desta terça-feira (17.06), o voluntário já estava nos arredores da Arena Castelão para ajudar na entrada dos torcedores que foram acompanhar a partida entre Brasil e México. “Está muito tranquilo. É uma festa indescritível e o cearense adora uma folia”, afirmou ele, sem desgrudar os olhos dos torcedores.

» Brasil e México ficam no empate sem gols diante do Castelão lotado

» Jogadores valorizam o ponto conquistado e projetam decisão contra Camarões

» Apesar do empate, Felipão diz que Brasil mostrou evolução

Benedito é um dos cerca de 300 voluntários de Fortaleza que participaram do programa Brasil Voluntário, do Ministério do Esporte, para atuar na cidade durante a Copa do Mundo. Ele já havia trabalhado durante a Copa das Confederações do ano passado e quis repetir a dose durante o Mundial. “Copa é diferente, é mil vezes maior. Não poderia perder esse momento”, afirmou o cearense.

Além da Arena Castelão, os voluntários estão espalhados em vários pontos da cidade, como nos sete bolsões de estacionamento (shoppings Parangaba, Lagoa, Iguatemi e Via Sul, Campus do Pici da UFC, Cambeba e Unifor) de onde saem os ônibus grátis para o estádio. Fortaleza conta ainda com pessoal na área da Fan Fest, no aterro da Praia de Iracema e no Centro Aberto de Mídia (CAM), localizado no Centro de Eventos do Ceará, no bairro Edson Queiroz.   

Com megafone na mão e o tradicional bom humor cearense, o voluntário Rômulo Victor comandava a entrada dos torcedores brasileiros e mexicanos na área sul da Arena Castelão. Quando os portões foram abertos, por volta das 13h, ele tratou de chamar o público: “Vamos pessoal. Sejam todos bem-vindos ao Castelão. Mas vamos entrar todos com calma porque aqui tem espaço para todo mundo”.

A estudante Amar Alrai, de 22 anos, que atua no Centro de Mídia do Castelão, conta que também participou no ano passado da Copa das Confederações e quis voltar em 2014 para o Mundial. “Você conhece muita gente. Hoje, tenho grandes amigos que fiz no ano passado. Só quem está dentro de um evento como esse sabe qual é a energia que ele proporciona”, disse ela, que fala fluentemente três idiomas: português, árabe (é de origem síria) e inglês e ainda estuda francês e espanhol.

Já a voluntária Maria de Fátima se mostrava satisfeita nesta terça-feira (17) por atuar na entrada da área de imprensa da Arena Castelão. “Eu queria mesmo ficar aqui no estádio. Estou muito contente e é ótimo para praticar meu inglês”, disse ela.

Treinamento

O treinamento dos voluntários de Fortaleza foi encerrado no último dia 24, no auditório da Assembleia Legislativa do Ceará. Na ocasião, os participantes tiveram palestras sobre o turismo local, com a apresentação dos principais pontos turísticos da cidade e como recepcionar os visitantes, gastronomia, cultura cearense, além de assuntos relacionados à segurança da infância e da juventude. Em clima de festa, os voluntários ensaiaram a até a tradicional “ola” no auditório.

Thiago Cafardo, do Portal da Copa em Fortaleza
 

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+
Votação popular feita por meio do site da FIFA incluiu Neymar, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo na equipe ideal do torneio. Os argentinos Messi e Di María e o colombiano James Rodríguez também aparecem
+