Estrangeiros conhecem Centro Integrado de Operações Conjuntas de Saúde

07/07/2014 - 20:12
Representantes do setor em seus respectivos países aprovam estrutura montada pelo Brasil para a Copa do Mundo

Foto: Renato Freire/Portal da Copa#Quinze profissionais de saúde de países estrangeiros conheceram, nesta segunda-feira (7.07), o Centro Integrado de Operações Conjuntas de Saúde do Governo Federal (CIOCS Nacional), em Brasília. A estrutura coordena um trabalho - realizado com mais 12 centros locais nas cidades-sede da Copa do Mundo - de monitoramento de situações de risco, respostas a situações de emergência de saúde pública, promoção de ações de prevenção de doenças, entre outras atribuições.

Os integrantes da comitiva representam os setores de saúde de seus respectivos países e vieram por intermédio do Programa de Observadores Internacionais para Eventos de Massa, da Organização Mundial de Saúde (OMS). O objetivo é promover o intercâmbio de informações e de experiências entre nações que organizaram ou pretendem organizar grandes eventos. Os CIOCS estão em funcionamento desde 28 de maio e contam com a força de trabalho de 1,5 mil profissionais.

“Mostramos aos colegas como fizemos nosso planejamento, como estamos implementando o que foi planejado e os resultados obtidos”, explica o coordenador do CIOCS Nacional, Wanderson Oliveira. O Ministério da Saúde participa do Programa de Observadores Internacionais desde 2010, ano dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver, no Canadá, e da Copa do Mundo da África do Sul. “Agora, somos nós que estamos retribuindo a ação”, completa Oliveira.

» Saiba mais sobre os Centros Integrados de Operações Conjuntas de Saúde

Impressões

A estrutura e o trabalho do CIOCS deixaram impressões positivas nos visitantes. Um dos destaques é o aplicativo “Saúde na Copa”, que permite aos usuários informar sintomas em caso de problemas de saúde e receber orientações de locais de atendimento mais próximos. Essas informações são enviadas para um banco de dados nacional, permitindo a chamada “vigilância participativa”. O CIOCS nacional acompanha e analisa os dados coletados por meio do aplicativo.

A ferramenta impressionou a diretora para saúde global do Public Health England, Tina Endericks. Ela integrou a equipe do centro de operações de saúde dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres, em 2012. “Não tivemos esse tipo de ferramenta. È uma forma muito efetiva de comunicação para que as pessoas possam informar seus sintomas. O trabalho do CIOCS é muito bom”, elogia Endericks.

Disponível em português, inglês e espanhol nas lojas virtuais Play Store e Apple Store, o aplicativo registrou 9 mil downloads e 41 mil registros dos usuários.

Roteiro

A programação da comitiva continua na terça-feira (08.07), com visita ao Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde do Governo do Distrito Federal. O roteiro, que termina na sexta-feira (11.07), também inclui visitas ao Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek e o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, entre outras atividades.

Renato Freire, do Portal da Copa em Brasília

Notícias Relacionadas

No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Estrangeiros e brasileiros de outras partes do país visitam marcos arquitetônicos da capital federal
+
Profissionais federais e distritais trabalharão juntos em evento que terá 19 chefes de Estado
+