Ex-jogador do Paraguai, Romerito visita a Arena da Amazônia, em Manaus

11/12/2013 - 12:25
Ídolo do Fluminense, o paraguaio também atuou pelo Cosmos (EUA). Em 1980, ele jogou contra o Fast, no "Vivaldão", estádio que deu lugar à nova arena

Alfredo Fernandes/ Governo do Amazonas#

O ex-jogador Romerito, 53 anos, ídolo do Fluminense na década de 80 e que também defendeu o Cosmos (EUA) e a seleção do Paraguai, visitou nesta terça-feira (10.12) a Arena da Amazônia. Julio César Romero Insfrán foi a Manaus a convite da FIFA e conheceu o palco de quatro jogos da Copa do Mundo no Amazonas.

“É uma arena muito bonita. Quando ficar pronta, será um dos mais belos estádios da Copa”, disse Romerito, que jogou em 1980 no antigo “Vivaldão” (estádio que ocupava o lugar da Arena da Amazônia e foi demolido). A partida foi entre o Cosmos e o Fast Clube, e contou com estrelas como o capitão do tri da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Torres, o alemão Franz Backenbauer e o italiano Georgio Chinaglia, entre outros. A partida é até hoje considerada a de maior público no Amazonas, com 56 mil torcedores. Romerito jogou no New York Cosmos entre 1980 e 1983.

É a imagem do público e do calor que fazia no dia do jogo, em 9 de março de 1980,  a lembrança mais marcante de Manaus para o mei. “Foi um dia bonito de festa. O jogo terminou em zero a zero. Naquela época, a cidade era muito pequena, lembro-me de ver muito mato, diferente de hoje”, recorda.

Durante a visita, Romerito se encontrou com o amazonense Fabinho, que  jogava no Fast e estava no banco de reservas no jogo contra o Cosmos porque o clube amazonense acabara de contratar nada menos que o tricampeão mundial Clodoaldo para a posição que ele jogava. 

Fonte: Governo do Amazonas

Notícias Relacionadas

Iniciativa da FIFA, com apoio do governo federal, levou atividades físicas e noções de saúde para alunos de escolas públicas
+
Eles integram um grupo de 48 mil alunos que receberam ingressos doados pela FIFA para integrantes de programas sociais do governo federal
+
Eleito o melhor em campo, Shaqiri prevê um jogo complicado contra os hermanos
+
Suíços conseguem a segunda vaga do grupo e terão a Argentina pela frente na próxima fase
+