Familiares dos craques da Holanda elogiam transporte público na ida para Arena Fonte Nova

06/07/2014 - 10:56
Antes do sufoco da classificação diante da Costa Rica, na última partida da Fonte Nova no Mundial, torcedores promoveram a segunda Orange Square

Foto: Amanda Oliveira/GOVBA#Esposa e filho de Robben escolheram o metrô para chegar à Fonte NovaDentre os mais de cem mil passageiros transportados pelo Metrô de Salvador, desde que foi inaugurado em 11 de junho, estão os familiares de jogadores da Holanda, que escolheram o modal para ir assistir o duelo contra a Costa Rica na Arena Fonte Nova, neste sábado (05.07).

Os visitantes aprovaram o sistema de transporte, cujo embarque se deu no Acesso Norte e a chegada foi na estação Campo da Pólvora. “Andei de metrô aqui pela primeira vez no jogo contra a Espanha e gostei. Te deixa bem perto do estádio, é limpo e o atendimento funciona bem”, elogiou o pai do zagueiro Vlaar, Peter Vlaar, revelando também que pretende retornar à Bahia para conhecer o litoral.

O pai do atacante Robben, Hans Robben, utilizou o metrô acompanhado do neto e filho do craque da seleção holandesa e também do Bayern de Munique. “Gostei porque não tem tanta gente, foi organizado”, comentou.

Festa holandesa

Fotos: Mellyna Reis/ Portal da Copa Os holandeses não previram o sufoco que tiveram de passar para se classificar às semifinais da Copa, mas se preparam bem para enfrentar a Costa Rica neste sábado (05.07), na Arena Fonte Nova. Antes do sofrimento das cobranças de pênaltis, os torcedores fizeram uma grande festa no Terreiro de Jesus, no Centro Histórico de Salvador, e seguiram caminhando até o estádio, que encerrou a participação no Mundial com seis jogos.

Embalados por DJs e pelo Olodum, mais de dois mil torcedores promoveram a segunda edição da Orange Square na capital baiana. Apesar de estar em menor número que na primeira passagem, os torcedores voltaram a colorir a cidade de laranja, em uma festa que começou logo cedo, às 8h. “Estou muito feliz em voltar para a cidade, pois sempre sou muito bem recebido aqui”, declarou o turista Theo Pouw.

Os holandeses têm motivos para comemorar o retorno a Salvador. Foi na Arena Fonte Nova onde a seleção dirigida por Van Gaal fez a estreia na Copa contra a Espanha, no dia 13 de junho, quando devolveu a eliminação do Mundial de 2010 com uma goleada de 5x1. A torcedora holandesa Ivy Dorsten vai guardar as boas lembranças do estado. “A Bahia deu sorte para a Holanda no primeiro jogo”, afirmou.

Ticos também foram ao Pelourinho

Logo após a invasão laranja se dissipar do Pelourinho, as camisas tricolores começaram a ganhar espaço. Os costarriquenhos também marcaram presença no Centro Histórico de Salvador, antes de seguirem para a Arena Fonte Nova. Animados, os ticos, como são conhecidos, entoaram cânticos e conquistaram os brasileiros, que pediam para tirar fotos com eles.

“Eu gosto muito, eles (brasileiros) têm me tratado muito bem. A segurança, o ambiente, o povo tem nos atendido e recebido muito bem. Tem sido excelente”, elogiou o turista Martín Lamarca, que veio ao Brasil pela primeira vez.

A hospitalidade dos baianos também encantou a costarriquenha Michelle Dada. “Chegamos ontem (04.07) e nos receberam muito bem, as pessoas são muito amáveis, o ambiente está muito festivo e muito bonito”, ressaltou a estrangeira, que vai passar oito dias no país, entre Bahia e São Paulo.

Mellyna Reis, do Portal da Copa em Salvador

Notícias Relacionadas

Estudo revela que a ocupação hoteleira na cidade bateu recordes, chegando a 72,26% no período do Mundial
+
BRT carioca teve seis novas estações inauguradas neste fim de semana e liga a Barra da Tijuca ao aeroporto do Galeão
+
Tour 100% apresenta os bastidores do equipamento multiuso aos visitantes
+
Tarifa é de R$ 2,15 e os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM)
+