Federação islâmica brasileira lança guia da Copa para torcedores muçulmanos

17/05/2014 - 09:50
Publicação indica endereço de mesquitas e horários para que turistas façam suas orações durante o Mundial

Entre as 32 seleções que estarão no Brasil para a disputa da Copa do Mundo, seis representarão nações que têm população de maioria islâmica ou onde o Islã tem presença relevante na sociedade. Argélia, Camarões, Costa do Marfim, Nigéria, Irã e Bósnia-Herzegovina estarão no país e terão, também, o apoio de seus torcedores.

Para que os turistas muçulmanos tenham assistência e possam manter seus hábitos culturais enquanto visitam as cidades que receberão as partidas da Copa, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) lançou um guia com uma série de informações sobre as sedes e os locais de interesse para esse público.

O Guide - Muslim Fan foi publicado em inglês e está sendo distribuído em companhias aéreas, hotéis e centros de treinamento que reunirão estas seleções e seus torcedores. O guia conta com dados turísticos e curiosidades sobre as 12 sedes da Copa, telefones de emergênciahorários e locais das partidas. Mas também tem endereços de mesquitas e centros islâmicos nas 12 cidades-sedes, mostra os horários para as orações e lista as embaixadas e consulados de países onde a religião é predominante.

» Faça o download do Guide - Muslim Fan no site da Fambras

"A federação tem um trabalho consistente para as pessoas conhecerem o islamismo pelo viés correto, que é o viés da paz, da participação na cidadania brasileira. E esse é um evento de grande visibilidade, que vai receber delegações de países com maioria muçulmana. Aproveitamos pra divulgarmos o Islã através deste projeto", explica o vice-presidente da Fambras, Ali Hussein El Zoghbi.

"Fizemos algo para atender o muçulmano que queira fazer a sua oração, para que ele saiba onde está a mesquita mais próxima, além de atender às dificuldades pertinentes a todos os viajantes”, completa.

Além do guia, a organização lançará um aplicativo para smartphones que terá conteúdo voltado aos viajantes e uma bússola que indicará a direção da cidade de Meca para que os muçulmanos façam suas preces. Profissionais treinados para atendimento em inglês e árabe estarão do outro lado de uma linha telefônica gratuita (0800 718 6245) para ajudar torcedores.

Para Zoghbi, os turistas islâmicos que visitarem o Brasil durante o Mundial terão um período agradável por aqui. “A anfitrionagem é uma prática das raízes de todo muçulmano, principalmente os árabes. E isso se identifica com o povo brasileiro. Existe essa semelhança que ajuda bastante”, acredita.

Turismo

Há cerca de 80 centros islâmicos e 50 mesquitas espalhadas pelo Brasil, de acordo com a Federação Islâmica Brasileira. Mesmo predominantemente católico, o Brasil tem cerca de 1,5 milhão de adeptos do islamismo. As maiores comunidades se encontram nas cidades de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Rio Grande do Sul e Foz do Iguaçu, boa parte delas, sedes da Copa do Mundo.

“Nosso objetivo é que os turistas das mais diversas religiões se sintam acolhidos e respeitados”, diz o ministro do Turismo, Vinicius Lages. “Será um grande prazer receber visitantes de todas as partes do globo. Pela natureza miscigenada de nosso país, nos sentimos preparados para lidar com todas elas”.

Foto: Ivo Lima/Ministério do Esporte#Mesquita do Centro Islâmico do Brasil, em Brasília

Leonardo Lourenço, do Portal da Copa em São Paulo - com informações do Ministério do Turismo

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+