Gramado da Arena Corinthians passa por tratamento com máquinas de iluminação

25/07/2014 - 15:05
Equipamentos substituem luminosidade do sol, favorecendo a germinação da grama

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians#Depois da Copa do Mundo, a Arena Corinthians entrou de vez na rotina de jogos do clube paulista. Por isso, é preciso tomar todos os cuidados necessários para o tratamento do gramado. Onde o sol não chega para alimentar a grama, existe uma máquina projetada para assumir o papel. Nesses locais, a cobertura montada no estádio ajuda a sombrear o campo, o que prejudica a germinação.

É para tapar essa lacuna que entram três máquinas importadas da Holanda. Uma grande, a MU360, que cobre 360 metros quadrados e possui 60 lâmpadas de mil watts, e duas menores, MU50, de 50 metros quadrados e 12 lâmpadas da mesma potência. Elas fazem a função do sol dando a luminosidade, não o calor, como muitas pessoas poderiam achar.

Trata-se de um trabalho que para somente por algumas horas antes dos jogos. Depois da realização da partida, uma equipe de profissionais já está a postos para colocar as máquinas dentro de campo e garantir um gramado perfeito para a prática do futebol.

"Exatamente na hora que acaba o jogo. Antes a gente faz uma irrigação, por causa da umidade do solo. Depois, colocamos as máquinas para a recuperação do gramado", explicou Tiago Rezende, profissional responsável pelo gramado da arena.

A potência delas é sempre a mesma, mas a forma como são utilizadas sempre é variável. "A gente define as horas em que elas ficam ligadas e as posições delas. Usamos a maior em diversas partes do campo. As menores foram desenvolvidas para as pequenas áreas, mas nós a usamos também e principalmente nas laterais do gramado. A gente ganha na recuperação do campo e na aceleração da germinação das sementes. Uma semente que eu levaria 15 dias para isso, colocando a máquina ligada por 24 horas initerruptas, pode reduzir para cinco dias. Quando a gente coloca durante a noite, a grama recebe o estímulo para crescer", destacou Rezende.

Fonte: Arena Corinthians

Notícias Relacionadas

Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Estádio da abertura da Copa já rendeu R$ 6,8 milhões aos cofres corintianos, enquanto em 11 partidas como mandante neste ano, fora de Itaquera, o clube arrecadou R$ 3,2 milhões
+
Principais emissores de turistas foram Argentina, Chile, Colômbia e Estados Unidos
+
Alguns preferiam alemães por causa da rivalidade com vizinho sul-americano. Outros apoiaram argentinos devido à eliminação brasileira
+