Holanda vence o México por 2 x 1 com gol de pênalti nos acréscimos

29/06/2014 - 14:58
Holandeses enfrentam, nas quartas de final, o vencedor da partida Costa Rica x Grécia

Getty Images#A Holanda venceu o México por 2 x 1 na partida disputada neste domingo (29.06) no Castelão, em Fortaleza. Diante de 58.817 pessoas, o México abriu o placar no comecinho do segundo tempo: Giovani dos Santos acertou belo chute de fora da área, sem chances para o goleiro holandês. O empate veio aos 42 da etapa final, também com uma bela finalização de longe, de Sneijder. A vitória da Holanda aconteceu nos acréscimos, de pênalti, batido por Huntelaar.

A Holanda enfrenta agora o vencedor de Costa Rica e Grécia, partida que será realizada logo mais, às 17h, na Arena Pernambuco, em Recife. O confronto das quartas de final está marcado para 5 de julho na Arena Fonte Nova, em Salvador.

»Técnico holandês elogia preparo físico da equipe. Mexicano culpa a arbitragem

» Holandeses promovem festa na Praia de Iracema e elogiam sistema de transporte para o Castelão

» Obras de arte do Brasil holandês encantam turistas no Instituto Brennand

Primeiro tempo

A Holanda começou com Cillesen; Verhaegh, Vlaar, De Vrij, Blind; Wijnaldum, De Jong, Kuyt e Sneijder; Van Persie e Robben. A formação incial do México era: Ochoa; Aguilar, Rodríguez, Márquez, Moreno e Layún; Herrera, Guardado e Salcido; Giovani Dos Santos e Peralta. 

Desde o início da partida, o México pressionou bastante a saída de bola da Holanda, diminuindo os espaços para a equipe europeia. O primeiro chute a gol foi mexicano, aos dois minutos: Layún finalizou da intermediária e a bola passou acima do gol de Cillesen. O mesmo Layún levou perigo ao avançar pela esquerda aos 13: ele cruzou para área, mas Giovani dos Santos, mesmo se esticando, não conseguiu desviar para o gol.

Antes dos 10 minutos, a Holanda fez uma substituição: saiu De Jong e entrou Martins Indi, provavelmente por contusão. Robben foi o responsável pela primeira chegada de perigo holandesa: ele partiu em velocidade pela esquerda, mas foi barrado pela defesa mexicana, aos 15 minutos.

A equipe latinoamericana deu a resposta na sequência: Giovani dos Santos, Peralta e Herrera fizeram bela triangulação dentro da área adversária e a finalização de Herrera passou muito perto da trave direita de Cillessen. O goleiro holandês teve trabalho novamente ao espalmar chute de longa distância de Salcido na metade do primeiro tempo.

Somente aos 27 minutos a Holanda deu o primeiro chute ao gol. Van Persie recebeu lançamento dentro da área, mas finalizou para fora, desequilibrado. O calor intenso de Fortaleza fez com que o jogo tivesse a parada técnica, aos 31 minutos. Após a hidratação e o recebimento de orientações, a partida prosseguiu como antes: mexicanos adiantados e arricando mais, e holandeses – com pouco espaço e muita paciência- tentando lançamentos para o ataque. Na arquibancada também: mexicanos ditando o ritmo, animados.

Giovani dos Santos invadiu a área pela direita aos 42 e chutou cruzado, mas Cillessen mais uma vez apareceu. Um falha da defesa mexicana deu boa chance para a Holanda já nos acréscimos: Van Persie aproveitou, tocou para Robben dentro da área e ele caiu em dividida com Rafa Márquez. Europeus pediram pênalti, mas o juiz mandou seguir, e pouco depois, encerrou o primeiro tempo.

Segundo tempo

O México mexeu: entrou Reyes no lugar de Moreno, que saiu de campo carregado no fim da etapa inicial. E a equipe precisou de menos de três minutos para abrir o placar: Giovani dos Santos recebeu passe na entrada da grande área, matou no peito, ajeitou e soltou uma bomba no canto esquerdo do goleiro. México 1 x 0, para delírio da torcida no Castelão.

O jogo se transformou completamente: o México recuou e a Holanda tentou correr atrás do placar. Europeus mudaram o time: Verhaegh saiu para a entrada de Depay. Após cobrança de escanteio aos 13 minutos, Ochoa apareceu para afastar o chute de De Vrij: a melhor chance holandesa até então. Logo depois, Robben avançou, tocou para Sneijder e o chute do camisa 10 desviou na defesa.

O México tirou Giovani dos Santos, colocou o meia Aquino e se fechou ainda mais na defesa. A Holanda seguiu lutando, contando com a velocidade de seus atacantes e com as chances de bola parada. Aos 28, Robben passou por todo mundo, invadiu a área e só foi parado por Ochoa. Na sequência, Peralta saiu e Chicharito Hernández foi para o jogo. Pela Holanda, Van Persie deu lugar a Huntelaar, logo antes da parada técnica.

Na reta final da partida, a Holanda tinha vontade, e ao mesmo tempo, dificuldades para finalizar. Mas o talento fez a diferença: Sneijder pegou uma sobra de bola na entrada da área, aos 42 minutos, e chutou forte e certeiro: 1 x 1. A vitória veio nos acréscimos, aos 49: Robben foi derrubado na área e o pênalti foi marcado. Huntelaar bateu e comemorou a classificação. Os atuais vice-campeões seguem na disputa.

Holanda x México - Castelão

Holanda x México - Castelão

Portal da Copa

 

Notícias Relacionadas

Na arena Castelão, foram 49,4 toneladas, enquanto na Fan Fest foram outras 41,4 toneladas. Atividade envolveu 350 catadores de 17 instituições
+
Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+