Homenagens e muito samba marcam a cerimônia de abertura da Copa das Confederações

15/06/2013 - 15:10
Show teve duração de 20 minutos e contou com 2.800 voluntários, que apresentaram os encantos do Brasil, e também de Uruguai, Espanha, México, Taiti, Japão, Nigéria e Itália

Uma cerimônia com muito samba e em clima de carnaval marcou de forma oficial a abertura da Copa das Confederações FIFA Brasil 2013, no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.  A apresentação, que contou com 2.800 voluntários, começou às 14h25 e teve duração de 20 minutos.

O espetáculo começou com um mosaico, que formou expressões como “bem-vindos” e frases como “O sonho começa agora”. Depois, voluntários fantasiados de índios, portugueses e africanos homenagearam as etnias que compõem o povo brasileiro. Eles formaram um mapa do Brasil e destacaram as cidades-sede da Copa das Confederações.

Em seguida, as oito nações que participam do torneio foram homenageadas.  Voluntários entraram em campo com fantasias que reproduziam trajes típicos de Itália, Japão, Espanha, Nigéria, Taiti, Uruguai, México e Brasil. Eles formaram uma mandala no centro do gramado e apresentaram danças típicas. 

O espetáculo continuou com a simulação de um jogo de futebol. Fantasias formaram o campo e bonecos controlados por voluntários fizeram as vezes dos jogadores. Com direito até a narração feita por um locutor, um gol feito pelos bonecos arrancou aplausos das arquibancadas. Por fim, uma enorme bandeira da Copa das Confederações foi estendida sobre o campo.

Concebido pelo carnavalesco Paulo Barros, bicampeão do carnaval do Rio de Janeiro, o espetáculo teve 100 horas de ensaios e 31 sessões de audições. Foram usadas 2.800 fantasias, 1.500 adereços, que foram produzidos por 15 costureiras e 50 aderecistas. Cerca de 4 toneladas de alumínio e 20 mil metros de tecidos foram usados na confecção das fantasias. Artistas circenses e soldados do Exército também participaram das coreografias.

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+
Estrangeiros e brasileiros de outras partes do país visitam marcos arquitetônicos da capital federal
+
Profissionais federais e distritais trabalharão juntos em evento que terá 19 chefes de Estado
+