Honduras é favorita em grupo com Cuba e Canadá

08/12/2011 - 15:09
No Grupo C da Concacaf, os cabeças de chave Honduras e Cuba terão pela frente Panamá e Canadá.

A terceira fase das eliminatórias da América do Norte, América Central e Caribe para a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 começa em junho de 2012 com a participação das seleções mais tradicionais da região. No Grupo C, os cabeças de chave Honduras e Cuba terão pela frente Panamá e Canadá.

A seleção de Honduras entrará nas eliminatórias como a maior favorita de um grupo que não está livre de surpresas. Após disputar a Copa do Mundo da FIFA 2010, o selecionado do novo técnico Luis Suárez manteve a mesma espinha dorsal, formada por jogadores como Wilson Palacios e Hendry Thomas. Com um estilo que aposta na força física, na velocidade e nos contra-ataques, o país chegou às semifinais da última Copa Ouro.

Mesmo sendo uma das cabeças de chave, Cuba está longe de ter classificação garantida. A seleção cubana não está acostumada a participar das fases finais das eliminatórias, e o país é bem mais famoso pelo beisebol do que pelo futebol. Na última Copa Ouro, o selecionado acabou eliminado sem conquistar nenhum ponto.

Por sua vez, o Canadá e o Panamá entram motivados depois de terem disputado seis partidas cada um na primeira fase de grupos do torneio classificatório. Ambos os países ficaram em primeiro lugar nos respectivos grupos após conquistarem os 18 pontos em jogo.

Para ficar de olho

A seleção de Honduras tem como maior destaque o meia Wilson Palacios, que atua no futebol inglês. Já o Canadá vai apostar mais uma vez no experiente meio-campista Dwayne de Rosario, que joga nos Estados Unidos. Como coadjuvantes, estarão ao lado dele Julian de Guzman e Atiba Hutchinson.

Assim como a seleção hondurenha, o Panamá também conta com um plantel fisicamente forte, no qual se destaca a dupla de ataque formada por Luis Tejada e Blas Pérez, além do goleiro Jaime Penedo. Entre os cubanos, é bom ficar de olho nos irmãos Jaime e Yoel Colomé, este último atualmente nas categorias de base do Barcelona e um dos poucos futebolistas que jogam fora do país.

Especial/ Concacaf

Leia a notícia

FIFA.com

Notícias Relacionadas

Eles integram um grupo de 48 mil alunos que receberam ingressos doados pela FIFA para integrantes de programas sociais do governo federal
+
Eleito o melhor em campo, Shaqiri prevê um jogo complicado contra os hermanos
+
Suíços conseguem a segunda vaga do grupo e terão a Argentina pela frente na próxima fase
+
Onda vermelha e azul marca os contrastes no jogo da Arena da Amazônia
+