Hotéis de Vespasiano (MG) registram até 100% de ocupação graças à Copa

30/06/2014 - 22:57
Proximidade do aeroporto e do Centro de Treinamento da Argentina atraem turistas para a cidade do interior de Minas

Foto: Getty Images#Hotéis da cidade são beneficiados pela intensa procura de jornalistas pelos treinos da Argentina e por jogos no Mineirão

Mesmo não sendo uma das sedes da Copa do Mundo da FIFA 2014, a cidade de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, também tem se beneficiado com o Mundial. Dois pontos pesam a favor do município. O primeiro é a proximidade com o aeroporto Presidente Tancredo Neves, em Confins, principal porta de entrada de turistas na capital mineira. O segundo é o Centro de Treinamento do Atlético Mineiro, localizado na cidade e escolhido pela Argentina como base para a Copa.

O setor de hotelaria é um dos mais movimentados em Vespasiano. Torcedores e profissionais que vieram trabalhar na Copa esgotaram, principalmente nos dias de jogos no Mineirão, a capacidade dos hotéis de pequeno, médio e grande porte. A presença também acaba aquecendo a economia no setor de bares e restaurantes.

O hotel Grande Minas é um exemplo. Inaugurado em agosto do ano passado, consegue atingir no máximo 50% da sua capacidade de 33 quartos normalmente. Com a realização do Mundial, a ocupação chegou a ser total. “Tanto quando tem jogo, quanto na véspera e nos dias posteriores, o hotel lota e chega a 100% de ocupação”, contou Tatiane Costa, gerente administrativa do hotel.

Inaugurado em 2011, o hotel San Diego já tem uma clientela consolidada. O gerente Evanilson Souza explica que tem acordo com três companhias aéreas para hospedagem de funcionários que trabalham em voos com decolagem ou pouso no aeroporto de Confins. Segundo ele, fora da Copa o hotel trabalha com 80% da sua capacidade, mas no período de realização do torneio também atingiu os 100%. “Tem muito jornalista estrangeiro aqui trabalhando na concentração da Argentina. Tem dia que todos os nossos 85 quartos estão ocupados”, informou ele, revelando a torcida para os Hermanos para que o movimento continue.

Fabrício Faria, do Portal da Copa em Belo Horizonte (MG)

Notícias Relacionadas

Centro Integrado de Comando e Controle regional realizou 1,1 monitoramentos diários e acompanhou 300 atividades essenciais durante os 31 dias do Mundial na capital mineira
+
Estimativa é que o volume recolhido aumente a renda de catadores em cerca de 100%. Legado de inclusão social e conscientização ambiental também é destacado
+
Durante o Mundial, a capital mineira recebeu 355 mil visitantes,que gastaram em média R$ 1,2 mil. A estimativa de retorno financeiro indireto é de R$ 1,6 bilhão
+
Objetos como tablet, celular e dinheiro estavam dentro da bolsa que foi enviada de volta para a Inglaterra
+