Hotéis do Distrito Federal receberão selos de qualidade

16/07/2013 - 09:42
Estabelecimentos aprovados em fiscalização da Vigilância Sanitária ganharão certificados em agosto. Ação faz parte do Programa de Categorização para a Copa

Começa em agosto a distribuição dos selos de qualidade dos hotéis aprovados em fiscalização da Vigilância Sanitária do Distrito Federal. A ação faz parte do Programa de Categorização de estabelecimentos para a Copa do Mundo da FIFA 2014. Até agora, foram vistoriados 46 hotéis: 41 nos setores hoteleiros Sul e Norte e no Setor de Hotéis e Turismo Norte, dois no Gama e três em Taguatinga.

A região central de Brasília teve prioridade devido à realização da Copa das Confederações, que teve a abertura realizada no Estádio Mané Garrincha, em 15 de junho. Entre os itens avaliados estão serviços de alimentação, lavanderia, treinamento de pessoal, higienização de quartos, piscinas e qualidade da água.

Vigilância Sanitária certifica 122 restaurantes no Distrito Federal

Para hotéis, não há categorização A, B e C, como nos restaurantes. Os estabelecimentos são “aprovados” ou “reprovados”. “Os que receberem aprovação ganharão certificados para colocarem na entrada. Os não aprovados terão um prazo para se adequar às exigências”, explica o gerente de Alimentos da Vigilância Sanitária do DF, André Godoy.

O levantamento dos hotéis existentes no DF começou em 2011 e o programa começou a ser executado no início de 2012. A fiscalização é uma das ações definidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a Copa de 2014. Brasília é uma das 12 cidades-sede e receberá sete jogos.

Fonte: GDF

 

Notícias Relacionadas

Arena é a sétima construída para a Copa do Mundo a ter selo que atesta adoção de medidas sustentáveis na edificação. Capital gaúcha passa a ter dois palcos com registro do Green Building Council
+
Aeroportos, segurança pública e atrativos turísticos têm mais de 80% de aprovação entre os profissionais de imprensa
+
Ao todo, 1,6 milhão de passageiros passaram pelos terminais entre 10/6 e 13/7. A cada 10 passageiros que desembarcaram no país, um passou pela capital
+