Infraero capacita funcionários para o atendimento às pessoas com deficiência

14/04/2014 - 17:32
Projeto visa a atender, prioritariamente, aos aeroportos localizados nas cidades que sediarão grandes eventos como a Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos e as Paraolimpíadas

Funcionários da Infraero estão recebendo capacitação especial para atender às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida que passarão pelos aeroportos da rede durante a Copa do Mundo. Técnicas como desobstrução de obstáculos, cumprimento e respeito às normas e leis, além de trato adequado a cada deficiência são ensinadas aos empregados que demonstram aptidão. A previsão é que, até o Mundial, 675 pessoas sejam capacitadas.

Os alunos passam por experiências sensoriais e de mobilidade, fazendo o uso de vendas, cadeiras de rodas, muletas e bengalas. “O objetivo é que os funcionários vivenciem o dia-a-dia de uma pessoa com deficiência, visitando as instalações dos aeroportos”, explica Rosângela Lopes, umas das precursoras do curso na Infraero.

A capacitação tem o foco na aviação civil e contempla também o respeito e a diversidade, conforme a Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Organização das Nações Unidas (ONU). Além de disseminar as técnicas, a Infraero identifica e seleciona os funcionários com aptidões didáticas e com interesse para atuarem nos aeroportos, atendendo pessoas com deficiência. Os candidatos, por sua vez, tornam-se multiplicadores e instrutores da prática. O projeto atual teve início em 2013 e conta com 16 instrutores formados.

Segundo a coordenadora de Desenvolvimento de Equipes Operacionais, Rassibe Cura, o conteúdo é voltado para um atendimento diferenciado de excelência e nasceu com o objetivo de sensibilizar os funcionários que lidam com este público, visando a aperfeiçoar a qualidade do nível de acessibilidade. “Os participantes são conscientizados, para que entendam a importância que a empresa dá ao tema. Depois aprendem como aplicar as técnicas de atendimento prioritário no interior da infraestrutura do aeroporto”, explica.

O projeto visa a atender, prioritariamente, aos aeroportos localizados nas cidades que sediarão grandes eventos como os Jogos Olímpicos, Paraolimpíadas, além do Mundial de futebol. Os terminais de Salvador, Manaus, Fortaleza, Natal, Recife, Campo Grande, Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), São Paulo (Congonhas), e Belo Horizonte (Confins e Pampulha) receberão os cursos.

Infraero/Divulgação#Até a Copa, 28 cursos de atendimento à pessoa com deficiência serão realizados. A meta é capacitar 675 funcionários

Preferencial
Até a Copa, 28 cursos de atendimento à pessoa com deficiência serão realizados. Desde 2007, 16.762 pessoas já foram capacitadas e 3.600 receberam treinamento em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A Infraero também desenvolve uma série de outras ações voltadas para o bom atendimento e conforto das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Instituições voltadas para pessoas com deficiência podem divulgar suas atividades nos aeroportos, com a realização de exposições e apresentações artísticas. Outra ação é o apoio às campanhas internas, como a da “Multa Moral”, com o objetivo de conscientizar motoristas para a correta utilização das vagas preferenciais.

Fonte: Infraero

Notícias Relacionadas

Espaços oferecem entretenimento, local para descanso, informações turísticas, internet wifi e outras comodidades para os viajantes. No Santos Dumont, 26,8 mil pessoas aproveitaram a estrutura oferecida
+
Espaço reúne mesas de pebolim, futebol de botão, videogame e conexão gratuita à internet
+
Terminais da empresa terão área de acolhimento para receber brasileiros e turistas internacionais durante o evento
+
Ex-jogador americano desembarcou no Rio nesta terça e elogiou estrutura do aeroporto
+