Itália marca com Astori e termina primeiro tempo à frente do Uruguai: 1 x 0

30/06/2013 - 13:55
Partida disputada na Fonte Nova, em Salvador, vale o terceiro lugar da Copa das Confederações

Quem esperava um jogo em marcha lenta na Fonte Nova, em Salvador, se surpreendeu. Uruguai e Itália ignoraram o horário das 13h, que deixou boa parte do gramado sob o sol da Bahia, e fizeram uma primeira etapa muito corrida na disputa pelo terceiro lugar da Copa das Confederações. Corrida e aberta. Foram nada menos que 15 chutes a gol até o intervalo, com nove da Itália e sete do Uruguai.

Em um desses arremates, aos 23 minutos, a equipe europeia abriu o placar. Diamanti cobrou de pé esquerdo uma falta na lateral direita do ataque, na linha da grande área. A bola viajou, encobriu Muslera e acertou a trave. No rebote, ela tocou nas costas do goleiro e, embaixo do travessão, o zagueiro Astori deu o último toque antes de a bola balançar as redes.

Uruguai x Itália - Jogo - 30.06.2013 - Salvador

Uruguai x Itália - Jogo - 30.06.2013 - Salvador

Bola rolando

No início do jogo, o trio de ataque uruguaio mostrou força. Aos cinco minutos, Suárez cruzou da direita para a esquerda do ataque. Forlán dominou e tentou encontrar Cavani na pequena área. A bola passou direto para a linha de fundo. 

Dois minutos depois, a resposta italiana. Diamanti levantou no primeiro pau, Chiellini desviou de cabeça e assustou o goleiro Muslera. A bola saiu próxima ao poste esquerdo do goleiro uruguaio. 

Aos 14, quase saiu o primeiro da Itália. Após cruzamento da esquerda feito por De Siglio, Candreva apareceu como elemento surpresa, na entrada da área, e chutou forte para defesa de Muslera. Candreva, aliás, apareceria novamente aos 19 numa finalização da intermediária, dessa vez com menos perigo.

Aos 23, o gol de Astori, que não apagou o ímpeto uruguaio. Aos 29, Forlan chutou de longe e Buffon pegou sem problemas. Dez minutos mais tarde ele tentaria de novo e daria mais trabalho ao goleiro. 

Aos 32, Forlán cobrou falta e Cavani completou para o gol, mas a jogada foi anulada por impedimento do atacante uruguaio. Menos de um minuto depois, El Shaarawy limpou a jogada na entrada da área e chutou forte: Muslera espalmou.

Aos 40, um lance que despertou polêmica. O zagueiro Chiellini foi cortar a bola dentro da área, mas pegou mal na bola e ela acertou seu próprio cotovelo. Os uruguaios reclamaram de pênalti, mas o árbitro mandou seguir. 

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Estudo revela que a ocupação hoteleira na cidade bateu recordes, chegando a 72,26% no período do Mundial
+
Cidade hospedou campeões mundiais durante a Copa do Mundo e recebeu legados como Centro de Treinamento e promoção da imagem local
+
Tour 100% apresenta os bastidores do equipamento multiuso aos visitantes
+
O artilheiro do Mundial com seis gols ainda alcançou a terceira posição com o tento anotado contra o Japão, em enquete promovida pela FIFA
+