Judiciário discute preparação das cidades-sede para a Copa do Mundo

16/01/2013 - 17:35
Primeiro encontro é no Rio de Janeiro. Objetivo é identificar necessidades da justiça e encontrar soluções rápidas para eventuais conflitos

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia uma série de reuniões com os tribunais nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O conselheiro Bruno Dantas participa, nesta quarta-feira (16.01), no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1), no Rio de Janeiro, do primeiro encontro. O objetivo é identificar necessidades do Judiciário para a solução rápida de eventuais conflitos que surgirem durante os eventos. As demandas vão subsidiar o Fórum Nacional de Coordenação das Ações do Judiciário no Mundial e na Copa das Confederações, que será instalado pelo CNJ no próximo mês.

A reunião na sede do TRT1 conta com a participação da direção do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). "O Brasil assumiu uma série de compromissos internacionais para sediar os eventos, e muitas medidas dependem do Judiciário", afirma Bruno Dantas, coordenador do fórum. "Vamos trocar ideias com os tribunais", comenta.

Uma das preocupações do conselheiro é garantir celeridade nos processos que envolvam turistas estrangeiros, que vierem ao Brasil para os eventos esportivos. "Se o estrangeiro cometer um crime, quanto tempo leva para ele ser expulso?", questiona. O fórum vai analisar também se há necessidade de instalar juizados itinerantes nos locais de maior concentração de turistas.

Outra prioridade do fórum é o combate à exploração sexual infantil. "É preciso articular com os juizados da infância e adolescência para coibir a prática desse crime", afirma. Bruno Dantas explica ainda que é preciso evitar que a rede hoteleira aproveite os eventos para aumentar exageradamente os preços e explorar os turistas. O fórum deve analisar também como outros países lidaram com a organização de grandes eventos esportivos.

Fonte: CNJ

Notícias Relacionadas

Presidenta Dilma Rousseff e ministros de Estado detalham resultados da preparação do país para Copa do Mundo
+
Um alemão e um grego foram condenados por quebrar cadeiras da Arena Castelão. Dois mexicanos haviam sido detidos por desacato a um delegado de Polícia
+
Objetivo é resolver problemas de natureza criminal e questões relacionadas ao Estatuto do Torcedor. Juizado do Aeroporto já funciona 24 horas
+
Documento foi assinado entre o Conselho, a FIFA e o COL, com o objetivo de assegurar a presença dos Juizados do Torcedor e da Infância e Juventude nos estádios que receberão os jogos do Mundial
+