Löw ressalta o projeto de longo prazo e agradece brasileiros. Sabella enaltece seus "guerreiros"

13/07/2014 - 23:33
Técnico da Alemanha elogiou parceria com torcida nacional e a qualidade de seus comandados. Treinador argentino disse viver um misto de frustração e sensação de dever cumprido

Getty Images#Löw abraça Kroos após a conquista. "Os rapazes têm uma capacidade técnica fantástica e a força de vontade necessária"A conhecida disciplina tática, o senso de um projeto pensado a longo prazo e a qualidade técnica de uma geração talentosa foram os ingredientes citados pelo técnico da Alemanha, Joachim Löw, para chegar ao título da Copa do Mundo disputada no Brasil. Com a vitória por 1 x 0 conquistada na prorrogação diante da Argentina, a Alemanha se tornou a primeira equipe europeia a vencer um Mundial na América do Sul. 

"Iniciamos esse projeto há uma década, e o que aconteceu hoje foi o resultado de muitos anos de trabalho, começando com o Jürgen Klinsmann. Fizemos progresso constante, acreditamos no projeto, trabalhamos muito e, se algum grupo merece, é esse", disse o treinador. "Sempre jogamos um bom futebol e acredito que, durante esse torneio, ao longo das sete partidas, tivemos as melhores atuações dentre todas as equipes aqui no Brasil. Os rapazes têm uma capacidade técnica fantástica e a força de vontade necessária para fazer o que é preciso. Somos a primeira equipe europeia a conquistar um título na América do Sul, e isso nos deixa muito orgulhosos", completou.

Löw fez questão de ressaltar a acolhida brasileira e a parceria que estabeleceram com os torcedores. "Quando saímos da Alemanha sabíamos que estaríamos representando todo um povo e que tínhamos o papel de jogar bem e de aproveitar a estadia no Brasil para interagir e mostrar que gostarmos de jogar futebol. A receptividade brasileira foi sensacional, incrível. No dia em que eliminamos o Brasil com um 7 x 1 sabíamos que deixamos um país inteiro entristecido. Mas, no caminho de volta para o aeroporto, vimos dezenas de pessoas nas ruas batendo palmas para nós. Aquilo foi algo inimaginável. Quando estávamos chegando ao nosso Centro de Treinamento, na Bahia, havia pessoas com cartazes nos parabenizando. Então, só temos a agradecer aos brasileiros", afirmou o treinador. 

No lado argentino, o técnico Alejandro Sabella não escondia a frustração, mas fez questão de enfatizar o caráter de guerreiros de seus jogadores. "Enfrentávamos uma grande equipe e o jogo teve altos e baixos, a Alemanha com mais posse de bola e controle do campo de jogo, e nós com as melhores chances. Os meus jogadores foram guerreiros e eu os parabenizo porque, para além da tristeza do resultado, um treinador sempre precisa avaliar o desempenho do time — e eu acredito que foi muito bom. Eles deram tudo de si no gramado", afirmou Sabella. "No momento, tenho um duplo sentimento de frustração por não ter realizado o nosso sonho e de orgulho por termos feito o nosso dever."

Maracanã - Final - Argentina x Alemanha - Fotos para download

Maracanã - Final - Argentina x Alemanha - Fotos para download

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+