Meia da Bélgica espera apoio da torcida brasileira em jogo contra Argentina

03/07/2014 - 20:08
Técnico belga, porém, preferiu não “ficar no meio da rivalidade” dos países sul-americanos

O elenco da Bélgica já conta com a torcida brasileira para superar a Argentina e atingir novamente as semifinais da Copa do Mundo, façanha que o país não alcança desde o Mundial do México, em 1986. Conhecedores da histórica rivalidade sul-americana, eles esperam poder usar a seu favor o peso da torcida nacional no jogo, que será no próximo sábado, às 13h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

“Espero que os torcedores do Brasil apoiem nossa seleção. Será muito bom para nós contar com a torcida a favor. Isso nos vai dar ainda mais força neste jogo”, afirmou o meia Witsel, que atua pelo Zenit, da Rússia.

Para o técnico Marc Wilmots, porém, a participação da torcida não será decisiva para o desempenho das duas equipes. O treinador prefere ficar fora da rivalidade entre brasileiros e argentinos. “Não vou entrar nesta polêmica porque não quero ficar no meio desta rivalidade”, afirmou Wilmots, que já esteve envolvido em polêmica justamente contra a Seleção Brasileira.

Foi na Copa do Japão e da Coreia do Sul, em 2002. Wilmots era um dos principais jogadores da Bélgica que enfrentou o Brasil pelas oitavas de final. Em um jogo de muito estudo, Wilmots abriu o placar para a Bélgica, após cabeçada. Mas o juiz jamaicano Peter Prendergast anulou o gol, alegando que o meia havia feito carga no zagueiro Roque Júnior. O Brasil acabou vencendo o jogo por 2 x 0 e, dias depois, comemorou o pentacampeonato mundial. A derrota nunca foi bem digerida pelo treinador.

“Fomos roubados um pouco neste jogo. Lembro que a partida foi disputada. Tínhamos uma boa seleção”, comentou o meia Witsel.

Adalberto Leister Filho, do Portal da Copa em Mogi das Cruzes (SP)

Notícias Relacionadas

Cerca de 200 torcedores foram ao hotel dos germânicos para dar as boas vindas à seleção
+
Tradição é a marca das quatro seleções que disputam a taça. Estádios continuam lotados, mas média de gols do torneio cai após as quartas de final
+
Torcedores que acompanharam a classificação argentina na exibição pública superam rivalidade e manifestam pesar com a ausência do craque brasileiro na reta final do Mundial
+
Embalada por uma incansável torcida nas arquibancadas do Mané Garrincha, Argentina se classifica às semifinais depois de um jejum de 24 anos. Brasileiros homenageiam Neymar
+