Melhorias no Galeão ampliam em 77% a capacidade do aeroporto

14/05/2014 - 15:22
Aeroporto está preparado para atender a demanda da Copa, diz presidente da Infraero. Durante o Mundial, o Galeão terá uma área exclusiva para receber os torcedores, com aproximadamente 700 m², oferecendo conforto e opções de entretenimento

As reformas do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, vão aumentar em 77% a capacidade de passageiros que o terminal pode receber por ano. Em 2013, passaram por lá 17,1 milhões de pessoas e a demanda prevista para 2014 é de 18,9 milhões de embarques e desembarques. Com a conclusão dos trabalhos nos terminais 1 e 2, o número de passageiros/ano que o aeroporto suporta pulará de 17,4 milhões para 30,8 milhões.

“Os grandes eventos não são novidade para os aeroportos do Rio de Janeiro. Começou com o Pan-Americano de 2007, seguiu com os Jogos Mundiais Militares em 2011, e no ano passado, a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude. Este último evento fez com que, em apenas um dia, lotássemos dois Maracanãs nos aeroportos do Galeão e Santos Dumont. Os terminais foram muito bem avaliados e, com a conclusão dos trabalhos no terminal 2, o Galeão estará plenamente pronto para atender toda a demanda prevista para a Copa do Mundo”, diz o presidente da Infraero, Gustavo do Vale.

O aeroporto internacional carioca vem recebendo diversas melhorais. Mais escadas rolantes, novos banheiros e elevadores, número de balcões de check-in ampliado e um novo layout na praça de alimentação estão sendo instalados, além da recuperação e revitalização dos sistemas de pistas e pátios.

No inicio deste mês, o desembarque internacional do terminal 2 foi expandido, com a entrada em operação de quatro novas esteiras - com modernos sistemas de transporte de bagagens - que irão duplicar a capacidade de restituição para os passageiros. A nova estrutura conta ainda com banheiros, bebedouros e monitores para a informação dos voos.

Já a área de embarque do terminal 2, entregue no início deste ano, tem 11,1 mil m² e uma nova entrada para o embarque internacional, com duas novas ilhas de check-in com 32 balcões de atendimento, seis pórticos de raio-x para bagagem de mão, além de raio-x exclusivo para as mercadorias das lojas localizadas dentro do embarque e outro para bagagens especiais. Também foram instaladas 16 novas cabines para operação da Polícia Federal.

O desembarque doméstico do setor A do terminal 1 foi totalmente reformado e conta, atualmente, com  amplo espaço de circulação e quatro novas escadas rolantes.

Flickr da Infraero#

Facilidades

O terminal carioca é um dos 43 aeroportos da Infraero que contam com o serviço de internet Wi-Fi gratuito na sala de embarque, proporcionando maior comodidade aos passageiros. Também conta lanchonete popular, estabelecimento comercial que oferece uma lista de 15 produtos com preços mais baratos. O objetivo é ofertar uma opção de alimentação mais acessível aos usuários dos aeroportos e estimular a competição de preços nos terminais administrados pela estatal.

Fun Zone

O Galeão terá, ainda, uma área exclusiva para receber os torcedores durante a Copa. É o espaço Fun Zone, com aproximadamente 700 m², oferecendo conforto, conveniência e entretenimento. O projeto vai ser implantado em todos os aeroportos das cidades-sedes do Mundial, por meio de uma parceria da Infraero com a Caixa Econômica Federal. Durante o período da Copa, a cidade do Rio de Janeiro deve receber 413 mil estrangeiros e 841 mil brasileiros.

Localizado a 20 km do centro do Rio de Janeiro e a 16 km do Maracanã, o Galeão é servido por várias vias expressas, como a Linha Vermelha, a Linha Amarela e a Avenida Brasil, o que facilita os deslocamentos para os diversos pontos da cidade, tanto para zona sul quanto para zonas norte e oeste.

Voos

São 383 voos diários entre chegadas e partidas para todo o país e para 26 destinos internacionais no Galeão: Amsterdã (Holanda), Atlanta, Charlotte, Dallas, Houston, Miami, Washington, Orlando, Nova York (EUA), Bogotá (Colômbia), Buenos Aires (Argentina), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Frankfurt (Alemanha), Lima (Peru), Lisboa (Portugal), Londres (Reino Unido), Luanda (Angola), Madrid (Espanha), Montevidéu (Uruguai), Cidade do Panamá (Panamá), Paris (França), Porto (Portugal), Puerto Iguazú (Argentina), Roma (Itália), Santiago (Chile) e Santo Domingo (República Dominicana).

Além do Galeão, os torcedores que forem acompanhar a Copa do Mundo no Rio de Janeiro em voos domésticos têm ainda a opção de chegar à cidade pelo aeroporto Santos Dumont, situado a 7 km do estádio.

Fonte: Infraero

Notícias Relacionadas

Principais emissores de turistas foram Argentina, Chile, Colômbia e Estados Unidos
+
De acordo com o levantado, realizado em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, a maioria é homem (76,2%), tem ensino superior completo (55,3%), idade entre 25 a 34 anos (40,3%) e renda familiar (28,6%) que oscila entre R$ 3.621 e R$ 7.240
+
Jogos na Arena da Amazônia foram vistos por mais de 240 milhões de pessoas
+
Jogadores e comissão técnica desfilaram em carro aberto e foram até o Portão de Brandemburgo, onde uma multidão os esperava para a celebração
+