Ministro da Aviação Civil visita reforma do aeroporto de Cuiabá e fica satisfeito com avanços do projeto

24/02/2014 - 16:51
Obras do Marechal Rondon vão aumentar a capacidade de 2,4 milhões para 5,7 milhões de passageiros por ano

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Moreira Franco, vistoriou nesta segunda-feira (24.02) o aeroporto internacional Marechal Rondon, em Cuiabá. Ele deu nota oito às obras, que tiveram um grande avanço desde a última visita na unidade aeroportuária realizada há um mês. Na época, o cronograma da obra não estava sendo cumprido, por isso o ministro pediu que fosse priorizada a conclusão da obra do novo terminal, que deve estar pronto dentro do cronograma previsto.

O ministro se mostrou satisfeito com a resposta positiva da empresa empreiteira, que aumentou o número de trabalhadores para dar seguimento às obras. “Tenho convicção de que o aeroporto de Cuiabá estará pronto dentro do prazo estipulado, no final do mês de abril”, ressaltou.

Moreira Franco disse ainda que esta vistoria foi uma grande lição de perseverança. “É preciso perseverar para cumprir o desafio de garantir ao passageiro brasileiro condições adequadas de segurança, de conforto e de preço nas suas viagens”, concluiu. O ministro retornará a Mato Grosso daqui a 30 dias para inspecionar as etapas finais da reforma.

Segundo a Infraero, as obras do Marechal Rondon vão aumentar a capacidade de 2,4 milhões para 5,7 milhões de passageiros por ano. A expansão do aeroporto prevê a reforma do terminal antigo, a construção de um novo terminal de passageiros, além de dois módulos operacionais para embarque e desembarque de autoridades e para a aviação geral.

Fonte: SAC

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+