Ministro da SAC manifesta preocupação com aeroporto de Cuiabá e elogia Manaus

24/01/2014 - 10:29
Moreira Franco marcou nova vistoria para daqui a 30 dias. Ele encerrou nesta quinta, no Mato Grosso e no Amazonas, uma rodada de inspeções por seis terminais que serão usados durante a Copa

O ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, inspecionou nesta quinta-feira (23) as obras dos aeroportos Eduardo Gomes, em Manaus, e Marechal Rondon, em Cuiabá. E constatou bom andamento de obras em Manaus e atrasos no cronograma de entregas na capital de Mato Grosso. A expansão do aeroporto em Cuiabá prevê a reforma do terminal antigo, em uso atualmente, e a construção de um novo terminal de passageiros, além de dois módulos operacionais para embarque e desembarque de autoridades e para a aviação geral. Segundo o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, as intervenções deverão aumentar a capacidade do Marechal Rondon de 2,4 milhões para 5,7 milhões de passageiros ao ano.

Diante do cronograma não cumprido, o ministro determinou que os executores da obra priorizem a finalização do terminal novo, que precisa estar pronto no fim de março, em detrimento da reforma do velho. Uma nova inspeção na obra será feita em 30 dias. “Não temos por que acreditar que o cronograma daqui para  frente será cumprido só porque disseram que será”, afirmou Moreira Franco, pedindo "perspectiva mais realista” do que efetivamente será entregue. "Não é justo que a população fique prejudicada em função de problemas de natureza técnica e administrativa. Não adianta trabalhar só com intenções. Quem está no setor público e quem trabalha para o setor público tem obrigação de cumprir regras contratuais.”

Manaus

Já o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, teve os preparativos para receber os turistas da Copa considerados satisfatórios. Uma nova sala de embarque está concluída, assim como uma nova área de embarque e desembarque remoto internacional. Uma nova sala de desembarque doméstico já está funcionando. Até o fim de março, mais duas pontes de embarque entrarão em operação. O novo edifício-garagem, com dois pavimentos, está 75% entregue.

As obras vêm ao encontro de algumas das principais insatisfações dos passageiros no aeroporto manauara. Na última pesquisa de satisfação realizada pela SAC, no quarto trimestre de 2013, Manaus ficou em antepenúltimo lugar entre os 15 aeroportos das cidades-sede da Copa. Falta de estacionamento e tempo de check-in estiveram entre as maiores reclamações.

“Manaus estará em condições de atender àqueles que vão torcer pela vitória do Brasil, mas é preciso aproveitar o espaço criado com a ampliação do aeroporto e colocá-lo a serviço do passageiro, melhorando a circulação”, afirmou o ministro. “Não adianta apenas entregarmos um bom produto, é preciso torná-lo operacional.”

Ele determinou que a Infraero e os responsáveis pelas obras no Eduardo Gomes se reúnam na próxima quarta-feira para definir um novo calendário para a entrega das obras de forma a não impedir o fluxo de pessoas durante a Copa.

A visita a Manaus e Cuiabá foi a última de uma série de inspeções a seis aeroportos da Copa iniciada no começo da semana pela SAC, Infraero e Anac (Agência Nacional da Aviação Civil). Foram constatados atrasos preocupantes no aeroporto de Fortaleza, atrasos menores em Salvador e Cuiabá e situação satisfatória em Porto Alegre, Curitiba e Manaus.

Fonte: Secretaria de Aviação Civil

Notícias Relacionadas

Terminais que tiveram obras entregues foram os melhores avaliados em levantamento realizado entre abril e junho
+
Planejamento minucioso que foi feito para o Mundial deve servir de base para a gestão e operação dos aeroportos brasileiros, na opinião do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco
+
Governo do DF divulgou balanço de ações para a Copa do Mundo. Investimentos em segurança, turismo, mobilidade urbana e aeroporto ficam para a cidade
+
Cerca de 1,6 mil câmeras serão instaladas na capital federal, 835 delas até o fim deste ano. Cada região administrativa terá sistema de monitoramento em batalhões da PM
+