Ministro do Esporte apresenta Terceiro Balanço da Copa do Mundo

23/05/2012 - 12:08
Segundo Aldo Rebelo, preparação para o evento já gerou 300 mil empregos e vai possibilitar outros 300 mil temporários

Foto: Francisco Medeiros/ ME

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, apresentou o “3º Balanço da Copa” em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (23.05), no auditório do próprio Ministério do Esporte, e destacou que o esforço de preparação para realizar a Copa do Mundo de 2014 é nacional. Na plateia, representantes das 12 secretarias da Copa estaduais e das cidades-sede. Também participaram os ministros Aguinaldo Ribeiro, das Cidades; Miriam Belchior, do Planejamento; Wagner Bittencourt, da Secretaria de Aviação Civil; Leônidas Cristino, da Secretaria de Portos; além de Aldo Rebelo, do Esporte, e de Luis Fernandes, secretário-executivo do Ministério do Esporte.

» Balanço do governo federal mostra avanço nas obras da Copa

Aldo Rebelo ressaltou que o documento que mostra os resultados e atualizações das obras referentes ao Mundial é um trabalho coletivo que envolve os governos municipais, estaduais e os diversos ministérios. “Esse balanço é o resultado do trabalho e do esforço do governo federal, dos estados e das capitais, que partilham com recursos financeiros e humanos muito grandes”, afirmou.

O chefe da pasta do Esporte explicou que o evento é uma grande oportunidade de desenvolvimento para o Brasil. “Nesse aspecto, a Copa já é uma realidade e já gerou 300 mil empregos e ainda vai gerar outros 300 mil temporários. E também será uma grande oportunidade para os estados. Tínhamos, em dezembro de 2010, 20 obras. No segundo balanço, em setembro de 2011, 34. Agora, 60. A maioria dos empreendimentos serão entregues em 2013, o que antecipa o legado para as cidades-sede”, disse.

Sobre o desembolso dos financiamentos para as obras da Copa, a ministra Miriam Belchior lembrou que as fases iniciais dos empreendimentos são as que requerem menos recursos. “É natural que o desembolso seja menor neste momento. A maior parte dos recursos serão gastos na segunda metade, pois tratam de etapas mais caras. Demolição e acabamento, por exemplo, são mais baratas do que o acabamento de um estádio”, explicou.

Sobre o andamento das obras nos aeroportos, o ministro Wagner Bittencourt afirmou que todas estão dentro do previsto. “Todos os projetos em elaboração estão dentro cronograma previsto e não vemos dificuldade nenhuma para que fiquem prontas no prazo previsto. E grande parte está em obras e já foi entregue”, ressaltou.

Segundo o ministro do Esporte, o próximo balanço será realizado em outubro de 2012.

Tiago Falqueiro - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+