Museu Brasileiro do Futebol, uma das novas atrações turísticas de Belo Horizonte

17/05/2014 - 12:55
Localizado no Mineirão, o museu atraiu mais de 70 mil fãs de futebol em 2013

Instalado no Mineirão, o Museu Brasileiro do futebol é, hoje, um dos mais visitados pontos turísticos de Belo Horizonte. Inaugurado em março de 2013, o local recebeu, até dezembro, um público de mais de 70 mil pessoas. A expectativa é que, em com a Copa do Mundo de 2014, a visitação seja muito maior.

O curador do Museu, Thiago Carlos Costa, explica que a maioria dos visitantes são estudantes de escolas que se cadastram para conhecer o espaço, mas que também recebe muitos estrangeiros, pois o museu tem guias bilíngues para explicar tudo sobre o passeio. “Este é o único museu de futebol de Minas Gerais. Além da visita, o turista também pode conhecer o Mineirão, pode ir até o vestiário, até a sala de imprensa, caminhar por partes do estádio que ele não vê em dia de jogo. É uma visita integrada.”, comenta Thiago.

Quem tem interesse em conhecer de perto a história do futebol embarca numa verdadeira viagem pelo tempo durante o passeio que tem duração de aproximadamente uma hora. A exposição “Esfera Coletiva” conta com onze salas que mostram, com fotos e objetos, os detalhes da história do futebol desde antes da construção do Mineirão, até os dias atuais.

Na Sala das Fichas podem ser vistos vários documentos originais contendo informações sobre jogos realizados no Mineirão. O visitante pode também pesquisar sobre jogadores, times e partidas históricas. Há ainda opções interativas, como a Sala da Memória, onde é possível gravar um depoimento sobre o passeio no museu.

Fotos: Fabrício Faria/Portal da Copa#

História e debates

Wilson Drumond é médico, colecionador de camisas de futebol e apaixonado pelo esporte mais popular do planeta. Ele conta que já visitou outros museus sobre futebol, mas foi no Mineirão que ele pôde ter mais contato com aspectos históricos: “É um museu com um acervo muito rico. E o que eu acho interessante é a gente vir aqui e ver aquela camisa, aquela bola, aquela chuteira, aquela lembrança de vários momentos do futebol. É um museu mais histórico e que remete o visitante àquelas suas memórias pessoais. É uma visita que vale muito a pena e é muito banca”, relata o visitante.

O Museu Brasileiro do futebol promove também, no próprio Mineirão, palestras e debates sobre futebol com participação de graça dos visitantes. O professor de Museologia da Universidade Federal de Ouro Preto, José Neves Bittencourt, foi convidado para uma roda de debates sobre o tema: Museu, Futebol e Memória. “É importante essa ocasião aqui em Belo Horizonte, como seria importante também esse tipo de evento em cada grande cidade brasileira. O museu e essas rodadas de debate são grandes iniciativas, que enriquecem a cultura dos visitantes, isso eu não tenho dúvida. E vamos esperar que tudo isso continue depois da Copa, porque este museu está muito bem encaminhado”, afirma o professor.

O atendimento ao público é feito de terça a domingo, com visitas agendadas de hora em hora e o espaço tem instalações preparadas para oferecer acessibilidade aos cadeirantes. As informações sobre preços e horários de visitação estão no site: www.museubrasileirodofutebol.com.br ou pelo telefone: (31) 3499 4333.

Fabrício Faria, do Portal da Copa em Belo Horizonte

Notícias Relacionadas

Visitantes gastaram US$ 6,9 bilhões no país. O resultado teve forte influência da Copa do Mundo
+
No confronto entre Brasil x Colômbia, pelas quartas de final, a lotação hoteleira de Fortaleza alcançou 97%
+
Ações do Mundial foram apresentadas a gestores públicos em encontro no Palácio do Planalto. Pronatec Turismo registrou mais de 166 mil matriculados até o início do torneio
+
No período do Mundial, a capital federal recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 brasileiros e 143.743 estrangeiros. Números superaram as estimativas iniciais
+