Nos pênaltis, Brasil conquista a taça do Superclássico das Américas

22/11/2012 - 00:23
Após vitória argentina por 2 x 1 no tempo normal, Seleção Brasileira fez 4 x 3 nas penalidades

Mowa Press/Divulgação#Fred e Neymar festejam o gol brasileiro no tempo normal

O Brasil conquistou pelo segundo ano consecutivo o título do Superclássico das Américas, torneio contra a Argentina disputado apenas por atletas que atuam nos dois países. No tempo normal, a Argentina venceu por 2 x 1, mesmo placar conquistado pela Seleção Brasileira na partida disputada no Serra Dourada, em Goiânia, em 19 de setembro. Assim, a decisão foi para os pênaltis.

Diego Cavalieri pegou a cobrança de Martínez e Montillo chutou por cima do gol. Mesmo com Carlinhos perdendo a terceira tentativa brasileira, Thiago Neves, Jean, Fred e Neymar fizeram os seus e garantiram a vitória. Em entrevista à Rede Globo, Neymar, que fez o gol do título, comemorou a volta por cima, depois de ter errado a penalidade na semana passada, no empate em 1 x 1 no amistoso contra a Colômbia. "Nada como um pênalti após o outro. Hoje deu tudo certo", afirmou o atleta do Santos.

Para o técnico Mano Menezes, mesmo sendo um jogo atípico, o duelo serviu para dar à Seleção comportamento de competição. "Mesmo sem fazer um jogo brilhante, tem de incorporar esse comportamento de competição. Além disso, alguns jogadores deram resposta positiva, individualmente falando, e a Seleção, como um todo, cresceu este ano. O torcedor começa a perceber o espírito de grupo vencedor que ela quer ver", disse.

Mowa Press/Divulgação#Diego Cavalieri comemora o pênalti que pegou, cobrado por Martínez

Novo estilo
Na partida que definiu o Superclássico, o técnico Mano Menezes mudou bastante a formação que vem testando na Seleção principal. Em vez de usar dois meias sem um centro-avante de vocação, o treinador optou por uma escalação com três volantes, casos de Ralf, Paulinho e Arouca, e colocou Fred como referência no ataque. Sem o entrosamento necessário, a equipe acabou errando muitos passes e criando poucas chances claras de marcar.

Os momentos mais inspirados na primeira etapa tiveram Neymar como protagonista. Aos 12 minutos, o jogador do Santos partiu numa arrancada desde a intermediária brasileira e levou três adversários com habilidade. Na entrada da área, tentou achar Fred livre, na área, mas a zaga argentina conseguiu cortar. Aos 32 minutos, Arouca encontrou Neymar sozinho na área. O atacante dominou e tentou vencer o goleiro Orión com um toque por cobertura. A bola passou sobre o travessão.

Na segunda etapa, Mano experimentou Carlinhos no lugar de Fábio Santos, na lateral esquerda, e Jean na vaga de Arouca. Assim, a equipe ficou com cinco jogadores do Fluminense em campo (os demais eram Fred, Thiago Neves e o goleiro Diego Cavalieri). O entrosamento, porém, não foi suficiente para dar inspiração à equipe.

Aos 35 minutos, o árbitro chileno Enrique Osses marcou pênalti na entrada de Jean no atacante  Ignacio Scocco, que entrara no lugar de Hernán Barcos. O próprio Scocco cobrou forte e alto, no canto direito de Diego Cavalieri, e converteu aos 35.

Mal deu tempo para os argentinos comemorarem. Aos  37 minutos, o Brasil trabalhou a bola pela direita com Bernard. O jogador do Atlético-MG cruzou para a área e a zaga tirou parcialmente. Jean aproveitou o rebote e chutou sem muita direção mas, na pequena área, a bola encontrou Fred, que deu um toquinho sutil, tirou a bola de Orión e converteu o gol de empate.

Aos 44 minutos, a Argentina conseguiu o segundo gol. O mesmo Scocco que converteu o primeiro gol apareceu livre, depois de contra-ataque bem tramado por Montillo, e tocou no contrapé de Diego Cavalieri para selar o placar do tempo normal.

» Assista a lances importantes da partida

» Assista a uma entrevista do técnico Mano Menezes

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+
Taffarel será o preparador de goleiros, enquanto Mauro Silva ocupará o cargo de assistente técnico, criado para ser rotativo. Andrey Lopes será o auxiliar
+
Votação popular feita por meio do site da FIFA incluiu Neymar, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo na equipe ideal do torneio. Os argentinos Messi e Di María e o colombiano James Rodríguez também aparecem
+