Novas composições do Veículo Leve sobre Trilhos chegam a Cuiabá

05/02/2014 - 18:13
São nove partes do novo modal de transporte descarregadas no estacionamento em Várzea Grande. Nas próximas semanas, mais quatro unidades chegarão da Espanha

Marcos Vergueiro/ Secopa-MT#

O processo de importação dos Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) da Espanha para Cuiabá (MT) segue dentro do cronograma e já são nove as composições do novo modal de transporte descarregadas no estacionamento, localizado em Várzea Grande. Nas próximas semanas, mais quatro unidades chegarão ao local.

Os trens saíram do porto de Santos nos dias 28 e 29 de janeiro e chegaram ao porto seco de Cuiabá nos dias 1 e 2 de fevereiro. Como na segunda remessa de trens, foram necessárias 12 carretas para realizar o transporte dos veículos. Cada VLT foi dividido em três partes, desde a fábrica na Espanha até o local de descarga. Depois de chegar ao destino final, equipes especializadas da CAF Brasil fazem a acoplagem das três partes do veículo, transformando em uma composição completa.

Outras quatro composições do VLT já chegaram ao porto de Santos esta semana, e aguardam o trâmite aduaneiro para serem colocadas nas carretas.

Logística

O processo logístico, elaborado e executado pela MAC Logistic, foi o mesmo do primeiro veículo, que chegou a Cuiabá em novembro de 2013. Os trens foram fabricados e embarcados pela CAF Brasil, uma das empresas integrantes do Consórcio VLT, e responsável pelo fornecimento do material rodante (trens e sinalização ferroviária).

As carretas trafegaram apenas durante o dia, a uma velocidade média de 40 km/h e monitoramento via satélite 24 horas por dia, durante todo o trajeto. A distância entre Santos e Cuiabá é de aproximadamente 1.800 quilômetros. O trajeto percorrido do porto seco de Cuiabá até o Centro de Manutenções, em Várzea Grande, foi feito pela rodovia dos Imigrantes.

O Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande entregará ao governo de Mato Grosso um total de 40 VLTs. Conforme o cronograma logístico, o último lote chegará a Cuiabá em maio. Cada VLT é composto por sete módulos, com capacidade para transportar até 400 pessoas por veículo, sendo 77 sentadas.

Entre os benefícios do novo modal está a oferta de um serviço de transporte público regular e de qualidade, confiável, confortável e seguro; com baixa emissão de gases poluentes (pois é elétrico, com subestações próprias) e de ruídos; além de integrar o aeroporto à rede hoteleira e ao Centro Histórico de Cuiabá e ao Centro Político e Administrativo.

Sobre o VLT

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) está sendo implantado nas principais avenidas de Cuiabá e Várzea Grande (Fernando Corrêa da Costa, Coronel Escolástico, Historiador Rubens de Mendonça, Tenente Coronel Duarte (Prainha) e XV de Novembro, na Capital; nas avenidas da FEB e João Ponce de Arruda, na cidade vizinha, totalizando 22 km de extensão.

No trajeto estão previstas obras de artes especiais (trincheiras, viadutos e pontes), além da sobreposição do córrego da Prainha. Serão 33 estações de embarque e desembarque e quatro terminais de integração, localizados nas extremidades do trecho e no porto, onde também será feita a integração com o transporte coletivo (ônibus).

Fonte: Secopa Mato Grosso

Notícias Relacionadas

BRT carioca teve seis novas estações inauguradas neste fim de semana e liga a Barra da Tijuca ao aeroporto do Galeão
+
Capital do Mato Grosso contou com a atuação de 357 voluntários, em locais como aeroporto, rodoviária, Arena Cultural, entorno da Arena Pantanal, FIFA Fan Fest e Centro Aberto de Mídia
+
Tarifa é de R$ 2,15 e os usuários que desejarem experimentar o novo modal poderão utilizar o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM)
+
Governo do DF divulgou balanço de ações para a Copa do Mundo. Investimentos em segurança, turismo, mobilidade urbana e aeroporto ficam para a cidade
+