Obras essenciais para a Copa estão dentro do cronograma, garante secretário executivo do Ministério do Esporte

24/05/2012 - 18:53
Segundo Luis Fernandes, “São 101 obras, algumas podem estar um pouco mais adiantadas, outras um pouco mais atrasadas, mas o balanço evidencia que nós estamos dentro do cronograma”

Todas as obras essenciais para a Copa do Mundo de 2014 ficarão prontas a tempo. A garantia é de Luís Fernandes, secretário executivo do Ministério do Esporte e representante do governo federal no Comitê Organizador Local (COL). “São 101 obras, algumas podem estar um pouco mais adiantadas, outras um pouco mais atrasadas, mas o balanço evidencia que nós estamos dentro do cronograma”, disse.

O secretário discordou da avaliação feita pela imprensa sobre o balanço feito pelo governo sobre o cronograma das obras. “A imprensa, de uma maneira geral, criticou o balanço dizendo que apenas 5% das obras da Matriz de Responsabilidade para a Copa do Mundo estão prontas. Eu não concordo com essa colocação, porque o que o balanço revela é que as obras estão seguindo de acordo com o cronograma esperado. Eu diria que, dois anos antes do evento, 5% das obras já estão prontas porque, na verdade, são obras que no cronograma estão previstas para ficarem prontas somente ao final do primeiro semestre de 2012”, ressaltou.

“Então, o balanço que nós fazemos é de clara evolução na preparação da Copa do Mundo. A nossa avaliação não só é de confiança, mas também de tranquilidade de que todas as obras essenciais necessárias para Copa do Mundo estarão prontas a tempo”, completou.
Fernandes admitiu a existência de uma certa preocupação por parte do governo federal em relação a algumas obras de mobilidade urbana que serão examinadas mais detidamente no próximo balanço previsto para ser divulgado em outubro.

“Mas o que nós registramos em todas as dimensões é uma clara evolução no progresso das obras em relação ao balanço anterior divulgado em setembro do ano passado. Repito: as obras essenciais estarão todas prontas no tempo certo, tanto no que diz respeito à Copa das Confederações como também para a Copa do Mundo”.

O secretário disse ainda que, no próximo balanço, o governo ampliará o levantamento com a inclusão de obras de infraestrutura de serviços. “Nós estamos agora entrando na etapa de inclusão na matriz das obras que nós chamamos de 'segundo ciclo' - que são infraestruturas de serviços: telecomunicações, que já estão inseridas. E, em seguida, serão inseridas também as obras referentes as áreas de segurança, saúde e energia”.
Fernandes participou de um almoço na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), onde representou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+