Operários do Estádio Nacional de Brasília paralisam ações por 24 horas

26/10/2011 - 14:54
Consórcio e sindicato formularam documento com pré-acordo sobre maioria dos pontos de pauta. Reajuste salarial e aumento das horas extras serão negociados nos próximos dias

Os cerca de três mil operários que atuam nas obras do Estádio Nacional de Brasília cruzaram os braços na manhã desta quarta-feira (26.10), exigindo reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho, mas prometem voltar à rotina amanhã. O consócio formado pelas construtoras Andrade Gutierrez e Via Engenharia chamou os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brasília (Sticmb,) para negociar, já na tarde de hoje. As partes chegaram a um pré-acordo e elaboraram um documento consensual sobre a maioria dos pontos de pauta reivindicados pela categoria.

A comissão de negociação formada por sete trabalhadores do estádio e pelo sindicato vai apresentar a proposta, acordada com o consórcio, aos operários e assinar o documento na manhã desta quinta-feira (27.10). "Em seguida, todos voltam à rotina", assegurou o presidente do Sticmb, Edgar Viana. Para ele, a negociação foi tranquila e a empresa se mostrou aberta ao diálogo.

Foram acertados mais um ponto de refeitório e melhorias na qualidade da alimentação, adiantamento salarial de 40% todo dia 20, recesso de fim de ano, cesta básica e estabilidade de seis meses no emprego para a comissão de negociação. Segundo o consórcio, as negociações continuam para definir os pontos de pauta referentes a reajuste salarial e aumento do valor da hora extra.

Gabriel Fialho – Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Gols foram de Van Persie, Blind e Wijnaldum. Seleção anfitriã encerra o Mundial com a quarta colocação
+
Higuaín "desencantou" e marcou seu primeiro gol na Copa de 2014. Hermanos aguardam o vencedor do confronto entre Holanda e Costa Rica, logo mais, às 17h
+
Equipe enfrenta a Argentina em Brasília, no sábado, na disputa de uma das vagas na semifinal
+
Romário, Márcio Santos e Bebeto marcaram os gols que asseguraram a vitória por 3 x 0 sobre a equipe africana na Copa de 1994, nos Estados Unidos
+