Para Luis Fernandes, desafio após finalizar os estádios é ajustar os planos operacionais

03/12/2013 - 17:31
Secretário Executivo do Ministério do Esporte ressaltou a confiança no planejamento para 2014

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#O sorteio final da Copa do Mundo, que será realizado na próxima sexta-feira (06.12), na Costa do Sauipe, na Bahia, marca o início da reta final da preparação do Brasil para receber a competição. A opinião é do secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, que afirmou que os próximos desafios são a entrega dos últimos seis estádios e o planejamento operacional nas 12 sedes, com destaque para a área de segurança.

“Entramos na etapa final e decisiva. Sexta-feira teremos a definição das chaves e entramos no período decisivo da preparação com dois desafios: completar, no início de janeiro, estendendo em dois casos para fevereiro, a entrega dos estádios restantes, com tempo para termos estádios com plena organização operacional. Em sequência, fazermos as reuniões de planejamento conjunto em cada sede, garantindo o sucesso do plano operacional”, afirmou, em referência aos ajustes que dizem respeito a áreas como mobilidade urbana, telecomunicações, saúde e segurança.

Fernandes ressaltou o sucesso do plano de segurança elaborado pelo país para a Copa das Confederações, disputada em junho deste ano em seis sedes. “O Brasil testou na Copa das Confederações um modelo de governança para a área de segurança adaptado ao país, com dimensões continentais e que é uma Federação. Foi montado um modelo que reparte a responsabilidade entre a Secretaria Especial de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, o Ministério da Defesa, o Gabinete de Segurança Institucional e a Abin, em articulação com as forças de segurança pública em cada sede. Esse foi o tema mais desafiante e esse modelo foi testado na Copa das Confederações em condições adversas e inesperadas”, disse Fernandes, fazendo referência às manifestações que ocorreram no país.

Para ele, o plano foi testado no limite e a resposta foi positiva. “A segurança de todos os envolvidos foi garantida e a Copa das Confederações foi um sucesso técnico, comercial e de público. Isso nos enche de confiança para que esse mesmo plano, intensificado, garanta a segurança de todos os participantes da Copa”, afirmou.

Gabriel Fialho - Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Mundial de futebol quebrou recordes históricos e se tornou o evento mais comentado do ano nas redes sociais em todo o mundo
+
Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+