Para ministro do Esporte, país soube responder ao desafio de organizar a Copa das Confederações

01/07/2013 - 13:05
Aldo Rebelo citou a entrega dos estádios nas seis sedes e o atendimento aos requisitos de transmissão e dos planos operacionais de mobilidade, aeroportos e hotéis

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, fez um rápido balanço das ações do governo federal para garantir o sucesso da Copa das Confederações, durante evento no Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira (30.06). "Eu creio que, para além da grande festa do futebol que tivemos ontem no Maracanã, o Brasil cumpriu um grande esforço para a realização de um dos mais esperados eventos esportivos do mundo, que é a Copa das Confederações. O país foi cobrado para que desse conta dos estádios modernos, atrativos, para receber o torneio, e também para que garantisse a segurança de todos", afirmou.

Aldo Rebelo também citou os requisitos de transmissão de imagens e dados e os compromissos relacionados ao sistema de mobilidade urbana, aeroportos e hotéis. "Creio que cumprimos esses desafios. Claro que em nenhum pais do mundo esses desafios são cumpridos em 100%, mas conseguimos responder, não só no futebol, mas também na organização", afirmou. 

De acordo com o ministro, outro desafio, em meio às manifestações democráticas exigindo direitos, foi garantir a segurança de manifestantes, torcedores e delegações. "Não creio que ninguém se molestou pelas manifestações. Elas ocorreram porque vivemos em um país democrático. Se houve excessos, foi por atos de vandalismo. Mas é importante que, com as manifestações, aprendemos a antecipar problemas e legados para a Copa, com melhorias em transportes, segurança pública. Tudo isso podemos aperfeiçoar. Da mesma forma, criar uma estrutura para o futebol que aumente a participação do Brasil no PIB mundial do futebol, valorize o esporte como plataforma de desenvolvimento social, melhore a estrutura dos clubes, para que crianças tenham espaço de ascensão social, pelo talento técnico, com essas modernas arenas", disse. 

Outro ponto ressaltado pelo ministro foi a promoção do país. "A Apex-Brasil conseguiu trazer mais de 900 empresários, ação que contribui para o desenvolvimento do país, com geração de emprego e renda", afirmou.

Aldo Rebelo também comentou que os problemas sempre existirão e que o importante é não haver omissão para a solução das questões. "Os problemas acontecem e nunca escondemos isso. Somos um país em construção. Temos orgulho do nosso processo civilizatório. Aqui desprezamos o preconceito étnico, religioso, racial, e todos puderam sentir isso do nosso povo. Ainda somos um país desigual socialmente e regionalmente. Essas manifestações não acontecem por acaso, mas vamos aproveitando oportunidades para nos desenvolvermos. Acho que essa foi uma oportunidade na qual conseguimos fazer um desafio que consideramos que superamos a contento", concluiu.

Leia também:

» Presidente da FIFA afirma que deixa o Brasil feliz e muito otimista para 2014

» Para secretário executivo do Ministério do Esporte, sensação é de dever cumprido

» Para Valcke, Copa das Confederações mereceu nota entre oito e dez

» Primeira fase de venda de ingressos para a Copa terá início em 20 de agosto

Portal da Copa

Notícias Relacionadas

Secretário executivo do Ministério do Esporte afirma que o aprendizado adquirido com o Mundial dará melhores condições para o Brasil enfrentar os desafios da preparação do maior evento esportivo do planeta
+
Evento “Copa 2014: legados para o Brasil” mostra resultados econômicos, culturais e de infraestrutura
+
Os legados esportivos, econômicos, de infraestrutura, de imagem e promoção do Brasil, dentre outros, serão abordados nos dois dias de palestras
+