Pedhuá é licenciado pela CBF

23/04/2013 - 19:35
Escudo da Confederação Brasileira de Futebol será estampado no instrumento, chancelado pelo Ministério do Esporte no Plano de Promoção do Brasil para a Copa

A empresa Pedhuá Brasil e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) assinaram contrato de licenciamento de marca. Dessa forma, o escudo da CBF será estampado no Pedhuá, um dos instrumentos de torcida chancelados pelo Ministério do Esporte por meio do Plano de Promoção do Brasil para a Copa.

O Pedhuá foi idealizado para levar música e alegria às torcidas nos eventos esportivos que serão realizados no país nos próximos anos. O produto tem suas raízes na cultura indígena, sendo utilizado por gerações para produzir um som semelhante ao canto da ave inhambu.

“O pedhuá vai ter a cara da Seleção Brasileira, do samba e da ginga do nosso futebol. Assim como o Pedhuá, nossa seleção também é associada a uma ave, quando é carinhosamente chamada de “canarinho”. Por esses e outros motivos sempre acreditamos que o licenciamento com a CBF e com a Seleção era o melhor caminho”, disse o diretor da Pedhuá Brasil, Alcedo Medeiros.

»Caxirola e Pedhuá estarão no mercado a partir de maio

O acordo comercial da marca CBF com o Pedhuá irá até 2016 e a expectativa é superar a meta inicial de vender 50 milhões de unidades no Brasil e exterior. O produto deve chegar ao mercado já para a Copa das Confederações com um preço acessível. A produção ficará sob a responsabilidade da empresa The Marketing Store e o Pedhuá deve sair a R$ 10 para o consumidor final.

Alcedo Medeiros informou ainda que parte da renda será destinada a um projeto social em que serão treinados índios em modalidades olímpicas, como o tiro com arco.

Fonte: Ascom Pedhuá Brasil

Notícias Relacionadas

As duas equipes se enfrentarão em Singapura. Este será o quarto jogo do Brasil neste segundo semestre
+
Brasil enfrentará a Colômbia em 5 de setembro e o Equador no dia 9. Os jogos serão nos Estados Unidos
+
Diretora da Unaids no Brasil se encontrou nesta terça com o ministro do Esporte, que assinou a bola que simboliza a iniciativa. Um exemplar com as rubricas da presidenta Dilma e de outros chefes de Estado será levado para a Assembleia Geral da ONU
+